Polícia Federal faz maior apreensão de madeira ilegal da história

Publicado segunda-feira, 21 de dezembro de 2020 às 09:02 h | Atualizado em 21/12/2020, 09:03 | Autor: Redação

A operação Handroanthus GLO, deflagrada pela Polícia Federal na divisa do Pará com o Amazonas, resultou na maior apreensão de madeira nativa da história do Brasil. O nome da ação é derivado do nome científico do ipê adicionado da sigla da Garantia da Lei e da Ordem.

De acordo com relatório preliminar do órgão, agentes confiscaram 131,1 mil metros cúbicos de material, suficiente para construção de 2.620 casas populares. As toras foram encontradas ao longo dos rios Mamuru e Arapiuns, uma região de 20 mil km2, tamanho comparável a Sergipe.

"É uma área que estava sofrendo uma devastação irracional, que de forma alguma pode ser chamada de manejo florestal. O comércio ilegal de madeira sofrerá um baque muito grande com esse trabalho”, afirmou o superintendente da PF no Amazonas, Alexandre Saraiva, comandante da operação.

Publicações relacionadas