Policiais do MA são afastados por morte de jovem que fez post sobre Lázaro

Publicado segunda-feira, 21 de junho de 2021 às 21:45 h | Atualizado em 19/11/2021, 12:18 | Autor: Da Redação

A Polícia Civil do estado do Maranhão afastou três agentes que participaram na morte do jovem de 23 anos, Hamilton César Lima Bandeira. O caso ocorreu na última sexta-feira, 18, em Calumbi, povoado do município de Presidente Dutra.

Em postagem nas redes sociais, a vítima teria desejado "boa sorte" para Lázaro Barbosa, assassino considerado serial killer e com atuação no estado de Goiás. Familiares de Hamilton alegaram que ele era pacífico e a publicação seria em decorrência de transtornos mentais que o jovem sofria desde criança.

Os agentes civis da Delegacia Territorial (DT) de Presidente Dutra foram até a casa do jovem e efetuaram dois disparos contra ele, que chegou a ser levado a um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o titular da DT, César Ferro, a ação ocorreu porque Hamilton não teria atendido ao chamado dos policiais, além de ainda ter feito ameaças com uma faca. A versão é contestada pela família, que afirma que os agentes 'invadiram' a residência sem uma determinação da Justiça.

Um inquérito foi aberto para apurar as circunstâncias da morte. O caso está sendo acompanhado pelo Ministério Público do Maranhão e a Secretaria de Estado de Direitos Humanos (SEDIHPOP). Além dos afastamentos, as condutas dos policiais serão investigadas por agentes do Departamento de Homicídios e da Superintendência de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor).

Publicações relacionadas