Sem-teto agredido ao fazer sexo com mulher casada está em abrigo

Personal trainer Eduardo Alves alega que a esposa estaria em surto psicótico quando a flagrou com o homem

Publicado quinta-feira, 17 de março de 2022 às 16:19 h | Atualizado em 17/03/2022, 16:22 | Autor: Da Redação
Caso aconteceu em Planaltina, no Distrito Federal
Caso aconteceu em Planaltina, no Distrito Federal -

O sem-teto agredido em Planaltina (DF) por fazer sexo com a esposa do personal trainer Eduardo Alves foi transferido para um abrigo da Secretaria de Desenvolvimento Social, depois de receber alta médica do Hospital Regional de Planaltina (HRP) nesta quinta-feira, 17. 

De acordo com a equipe médica, o homem, de 48 anos, não sofreu fraturas e está com o rosto menos inchado. Ele foi agredido pelo educador físico, que flagrou a esposa e o morador de rua dentro de um carro.

O personal alega que a mulher estaria em surto psicótico e, portanto não teria ocorrido relação sexual consensual, e sim um estupro. “Não se trata de uma traição conjugal, e sim crime de violência”, diz Eduardo. 

Em relato informal aos policiais que atenderam à ocorrência, a mulher afirmou que o sexo foi consentido, o que foi reiterado por uma testemunha ouvida pela Polícia Civil. Todos os envolvidos foram levados à 16ª Delegacia de Polícia (Planaltina), que apura o caso.  

O educador físico diz também que a esposa está sob cuidados médicos na rede pública de saúde. O caso ganhou repercussão nacional. 

Em áudios obtidos pela TV Globo, a mulher afirma que viu as “imagens do marido e de Deus” no rosto do homem com quem fez sexo. "Muitas vezes eu enxergava ele como Deus, outras vezes como o Eduardo", disse.

Publicações relacionadas