adblock ativo

Vídeo mostra Jairinho e Monique descendo de elevador com Henry Borel

Publicado às | Atualizado em 26/10/2021, 16:18 | Autor: Da Redação
Laudos mostram que garoto morreu duas horas antes das imagens. | Foto: Reprodução
Laudos mostram que garoto morreu duas horas antes das imagens. | Foto: Reprodução -
adblock ativo

O caso do garoto Henry Borel, morto em março deste ano aos 4 anos, ganhou um novo capítulo com a apresentação de um vídeo pela defesa do ex-vereador do Rio de Janeiro, Dr. Jairinho.

Imagens de câmeras de segurança mostram o ex-parlamentar carregando o garoto nos braços e fazendo respiração boca a boca. Ao lado estava a mãe do garoto, Monique Medeiros.

Segundo a Polícia, no momento das imagens o garoto já estava morto. Segundo aparece no próprio vídeo, as imagens foram registradas às 4h10. Segundo o laudo, Henry morreu duas horas antes.

Segundo a defesa do ex-parlamentar, o vídeo prova que o garoto foi levado ao hospital com vida.

"Esta filmagem revela que Henry foi levado com vida ao hospital, outras circunstâncias que constam dos laudos conduzem a essa conclusão, contrariando a versão acusatória", disse o advogado Braz Sant’Anna, em entrevista ao portal G1.

O vídeo foi apresentado durante audiência do dia 06 de outubro. Na ocasião, o delegado Henrique Damasceno reafirmou que o garoto já chegou ao hospital sem vida.

"Ficou expressamente demonstrado pela equipe médica e pelos laudos periciais que, embora e tenha sido submetido a manobras de ressuscitação por bastante tempo, em nenhum momento ele apresentou frequência cardíaca. Ele já chegou morto".

Exames realizados no corpo do garoto mostram que Henry sofreu 23 lesões e a causa da morte foi 'ação violenta'. As defesas de Dr. Jairinho e Monique Medeiros alegaram que o garoto morreu após sofrer um acidente.

adblock ativo

Publicações relacionadas