Tourinho: "Carnaval é consequência do que a gente fez o ano inteiro" | A TARDE
Atarde > Carnaval

Tourinho: "Carnaval é consequência do que a gente fez o ano inteiro"

"Estamos entregando o resultado de um ano", disse o secretário da Cultura e Turismo de Salvador

Publicado sexta-feira, 09 de fevereiro de 2024 às 17:50 h | Autor: Flávia Requião e Matheus Calmon
Imagem ilustrativa da imagem Tourinho: "Carnaval é consequência do que a gente fez o ano inteiro"
-

Secretário de Cultura e Turismo de Salvador, Pedro Tourinho afirmou que o Carnaval está sendo consequência do trabalho realizado pela gestão durante o ano. Em conversa com o Portal A TARDE nesta sexta-feira, 9, ele pontuou que está acontecendo o anunciado em 2023 e o Campo Grande está sendo mais desejado.

"Vocês viram ontem como foi aquela abertura, como está sendo hoje, todos os dias com atrações maravilhosas, palcos exclusivos, então assim, a gente trabalha o circuito cultural do centro histórico desde março. É um carnaval que já estamos entregando o resultado de um ano", disse o secretário.

Sobre queixas de foliões devido a atrasos de saídas de trios elétricos, Tourinho conta que a única certeza destes veículos é que eles vão, em algum momento, quebrar. Entretanto, é necessário estar atento à resposta rápida.

"São mais de 50 trios elétricos andando ao mesmo tempo. O que a gente tem que fazer é saber responder rápido quando algum quebra, com reboque, tirar, trocar, consertar, ter uma agilidade de formato para resolver isso. A gente está lidando", contou.

Ele revelou ainda que nesta sexta-feira, todos os secretários participaram de uma reunião técnica e imprevistos com trio elétrico estão sendo lidados.

Após as fortes chuvas que atingiram diversas cidades da Bahia, incluindo Salvador, Tourinho contou que acompanha a situação e aponta um lado positivo do fenômeno natural.

"A gente acompanha hora a hora o que está acontecendo em relação à milímetro, então não tem nenhuma situação ainda que dê cuidado. Em relação ao carnaval, Deus é tão bom, os orixás são tão bons, que no momento que a gente está com superaquecimento global, temperaturas altíssimas, vem aqui e manda chuva para esfriar os ânimos e deixar a temperatura mais agradável", disse o secretário, que seguiu.

"Não tem o que reclamar da chuva não, é viver ela bem e curtir. E o que tiver de questão que possa vir a ocorrer de algum imprevisto, a gente vai tratar como a gente trata. Este ano passamos por isso de forma ilesa, não vai ser agora no carnaval que isso vai acontecer".

Publicações relacionadas