Um verdadeiro Oasis pede socorro em Salvador | A TARDE
Atarde > colunistas > A TARDE Aventura

Um verdadeiro Oasis pede socorro em Salvador

Comunidade ajuda na preservação das dunas

Publicado terça-feira, 22 de agosto de 2023 às 05:00 h | Autor: Selma Morais
A comunidade foi conhecer de perto a beleza do Parque das Dunas, na região de Stella Mares
A comunidade foi conhecer de perto a beleza do Parque das Dunas, na região de Stella Mares -

Mais de 100 pessoas resolveram tirar o domingo para fazer uma ação em proteção as donas do Abaeté, Praia do Flamengo e Stella Mares, na 8ª. Caminhada Patrimonial em Defesa do Abaeté. 

O grupo se reuniu na rotatória da avenida Mãe Stella de Oxóssi e antes da saída para a caminhada aconteceu um bonito ritual feito por representantes do Movimento Salvador é Indígena e dos Povos de Santo.

Um bonito ritual aqueceu o grupo momentos antes da largada da caminhada
Um bonito ritual aqueceu o grupo momentos antes da largada da caminhada |  Foto: Divulgação
 

Com a curadoria da pesquisadora Clara Domingues, em parceria com o Instituto Permacultura da Bahia, a caminhada contou com o apoio de diversos coletivos e entidades de Salvador e Região Metropolitana, incluindo o Coletivo Stella Maris.

O bonito ritual da largada serviu também para que os organizadores mostrassem a necessidade da conscientização de todos no trabalho de preservação do Parque das Dunas. Eles aproveitaram para explicar o processo de destruição de parte da restinga e das áreas das dunas.

O grupo, incluindo muitos idosos e crianças, foi guiado pelo instrutor de sandboard (surf na areia) Rangel Souza, nativo da região e que passou toda a sua infância subindo e descendo as dunas de toda aquela área, acompanhando o pai, que trabalhava num dos hotéis do bairro.

Conhecedor nato de toda aquela fauna e flora, Rangel foi contando inúmeras histórias da região, mostrando, em detalhes o avanço da destruição e os pequenos cuidados que ainda se tem para a preservação do meio ambiente.

Grandes dunas no local estavam parcialmente destruídas, devido ao roubo da areia, segundo Rangel, por parte de muitos comerciantes que invadiam o local, com caminhões, caçambas e tratores, para retirar a areia de forma irregular. 

Mas, muitas dunas ainda estão preservadas e o Rangel aproveitou em muitas delas, para ensinar um pouco a prática do sandbord, o surf na areia. Foram momentos de muita descontração e alegria, de jovens, idosos e principalmente as crianças.  

Uma dessas paradas foi na Lagoa de Deus, que segundo Rangel Souza, ele costumava frequentar, levado pela própria mãe, isso há mais de 20 anos. Antigamente ela era chamada de Lagoa dos Patos, devido a grande quantidade de patos selvagens na região. Ao longo dos tempos a lagoa passou a ser utilizada para ritos religiosos e ganhou o atual nome de Lagoa de Deus. 

A Lagoa de Deus é um dos locais ainda preservados no complexo de dunas da região
A Lagoa de Deus é um dos locais ainda preservados no complexo de dunas da região |  Foto: Divulgação
 

Rangel lembra que essa paixão pelas dunas, pela restinga e pelo sandboard o levou a criar uma escola, que ajuda, inclusive a transformar a vida de muitas crianças com a prática desse esporte. 

Segundo o instrutor de sandboard, “muita gente passa pelas avenidas e pensa que isso aqui é um deserto. Mas estão enganados, isso aqui é um oásis em meio a cidade do Salvador e que grita por socorro e precisa de ajuda”.

Depois dessa refrescante parada, o grupo se dirigiu para a Lagoa de Nanã, onde depois de mais um ritual religioso, os participantes da caminhada se abrigaram na sombra de um Jamelão, para ouvir quase uma aula de história, do geógrafo baiano, Rafael Sanzio dos Anjos, professor titular da Universidade de Brasília. 

A sombra do Jamelão um ritual religioso e uma bela aula de história
A sombra do Jamelão um ritual religioso e uma bela aula de história |  Foto: Divulgação
 

A 8ª. Caminhada Patrimonial em Defesa do Abaeté terminou na principal avenida que liga os bairros de Stella Mares e Praia do Flamengo, após quatro horas de lazer, contemplação e beleza. Todo o grupo já está marcando um novo encontro, para descobrir novas áreas nesse oásis de Salvador.

Publicações relacionadas