Atitude participativa e transformadora

Publicado quarta-feira, 01 de dezembro de 2021 às 06:02 h | Atualizado em 30/11/2021, 19:31 | Autor: Da Redação

Acredito que todo empresário precisa se reconhecer como um ativista da função social da empresa. E como tal, participar com consciência e efetividade da construção de um ambiente que assegure condições de sobrevivência, crescimento e sucesso do seu negócio.

A cultura de criminalização e demonização de suas atividades faz com que os empreendedores, quase sempre, sejam os poucos a acreditar em si. Em um ambiente geralmente adverso, levantamos todos os dias para trabalhar em busca do sustento das nossas famílias, mas também cumprir com deveres como gerar emprego e renda, pagar impostos, ativar a economia e garantir o bem estar social.

Por outro lado, de forma acomodada, limitamos a nossa participação política a discussões emocionais nas redes sociais, tomando partido de um ou outro candidato, esperando sempre por um novo salvador da pátria, entrando no jogo da polarização e da discórdia que em nada nos ajuda a transformar as estruturas do nosso país.

A mudança depende de cada um de nós! E para estimular a valorização das pessoas jurídicas, fazer com que a atividade empresarial tenha seus direitos constitucionais reconhecidos e respeitados, que cada vez mais empresários reconheçam a importância do seu trabalho e a necessidade de participar da gestão do Brasil, a Associação Comercial da Bahia e a Fundação Paulo Cavalcanti se uniram para criar a Certificação da Gestão Consciente da Função Social da Empresa (C-GESCON).

A Certificação é nossa ferramenta para, de forma organizada e bem articulada, unir e promover as vozes empresariais, atitude primordial para uma urgente transformação cultural. Estrategicamente pensada, a C-GESCON busca ainda proporcionar aos cidadãos empreendedores do nosso país a oportunidade de participar ativamente da estrutura política do Brasil.

Acreditem: só com consciência e participação conseguiremos mudar o nosso ambiente. A história recente do nosso país nos ensina que lamentações e ofensas nas redes sociais não nos ajudam em nada. Do contrário, teríamos avançado nas reformas administrativa, tributária e política que recolocassem nosso país de volta aos trilhos do desenvolvimento econômico e social.

Ou começamos a mudança agora, ou seremos eternamente como aquele torcedor de time de futebol que grita, xinga e chora nas derrotas, mas segue comprando ingressos e camisetas enquanto os jogadores continuam ganhando seus altos salários. Aqui estamos falando do nosso país, das nossas vidas, dos nossos empregos, da saúde e da educação públicas e com qualidade, de acabar com a fome e conquistar dignidade para nosso povo.

Se você, assim como eu, acredita que pode e quer mudar para melhor o nosso país, vamos juntos nos dar essa oportunidade de participar da gestão do Brasil. Conheça a Certificação da Gestão Consciente da Função Social da Empresa. Este é o começo da nossa atitude participativa e transformadora.

Publicada às quartas-feiras, a coluna mostra a atuação da Associação Comercial da Bahia na defesa do empresariado baiano

Publicações relacionadas