Mercado para freelancers cresce e 2020 pode ser histórico para setor

Publicado terça-feira, 03 de março de 2020 às 06:00 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: João Paulo Almeida

Em 2019, a Workana, maior plataforma que conecta freelancers a empresas da América Latina, viu crescer em 50% o número de empresas cadastradas em busca de profissionais freelancers. Fundada em 2012, já alcançou mais de 2,5 milhões de profissionais cadastrados, mas foi no ano passado que cresceu exponencialmente o número de empresas em busca dos trabalhadores autônomos, acompanhando a necessidade do mercado por profissionais bem qualificados para desenvolver tarefas específicas com qualidade e confiabilidade.

O primeiro Country Manager da Workana no Brasil, Daniel Schwebel, afirmou que o principal motivo do mercado de freelancer ter crescido no país é a alta das empresas e a melhora da economia. “Para as empresas, a parte positiva de contratarem os profissionais se deve à agilidade e flexibilidade nas contratações, acesso a profissionais talentosos que estão espalhados por várias partes do país ou até em outros países, além de criatividade e inovação de profissionais experientes que já trabalhavam em vários tipos de projeto e estão acostumados a se adaptar a várias situações. Muitas empresas precisam realizar projetos pontuais e que exige mão de obra qualificada e específica, algo que pode ser suprido por um profissional freelance”, explicou.

Schwebel também explicou sobre a expectativa do mercado de trabalho para freelancer em 2020. “A atividade freelance vem ganhando espaço no mercado de trabalho e empresas que estão a caminho da transformação tecnológica estão confiantes que seguem na direção certa, acreditam que o trabalho remoto está em crescimento e mantém uma visão otimista sobre o futuro do trabalho freelance. Nosso relatório aponta que mais da metade dos clientes começou a contratar freelancers há menos de seis meses. É uma tendência que está em rápido crescimento”, disse.

Falando sobre a relação empresário e trabalhador com essa ascensão de contratação de freelancer no país, Daniel diz que “A contratação de profissionais freelancers é uma tendência no Brasil. Mesmo com essa realidade, as empresas continuarão contratando funcionários fixos e os freelancers serão recursos ágeis para solucionar problemas e suprir demandas urgentes. Em decorrência dos novos paradigmas trazidos pelo conceito de ‘futuro do trabalho’, como o freelancing, as empresas começarão cada vez mais a trabalhar de maneira remota também com os seus colaboradores internos, oferecendo benefícios como home office ou a opção de trabalhar em escritórios de outros países".

Matéria produzida pelo portal Bahia Econômica

Publicações relacionadas