Croplife aponta prioridades para os presidenciáveis | A TARDE
Atarde > Colunistas > A TARDE Agro

Croplife aponta prioridades para os presidenciáveis

Empresa reúne “antes da porteira“ nos setores de defensivos agrícolas e no melhoramento genético das sementes

Publicado domingo, 08 de maio de 2022 às 06:06 h | Autor: José Luiz Tejon | [email protected]
Christian Lobauer, presidente executivo da Croplife
Christian Lobauer, presidente executivo da Croplife -

Entrevistei Christian Lobauer presidente executivo da Croplife, a entidade que reúne o “antes da porteira“ nos setores dos defensivos agrícolas e no melhoramento genético das sementes.

Significa a indústria da defesa vegetal e biotecnologia.

Pedi que apontasse os aspectos cruciais, essenciais e vitais que a Croplife como representante de insumos fundamentais para a produção, produtividade e competitividade global do país, nos apontaria num momento onde gostaríamos de ver os planos dos candidatos ao governo de 2023/26 explicitados. E aí seguem 5 pontos: 

1- agilizar a estrutura, o sistema regulatório do Brasil para que as novas moléculas, as inovações fiquem mais rapidamente acessíveis para os produtores. De acordo com a lei de modernização dos defensivos a ser aprovada no senado.

2- promoção dos produtos biológicos crescendo a taxas de dois dígitos no Brasil, são ótimos, mas que tem que ser fornecidos aos agricultores com qualidade com segurança ao produtor e consumidor, e não é qualquer um que pode produzir em qualquer lugar e hora os biodefensivos.

3- combate implacável ao contrabando, roubo, ao desvio, falsificação de defensivos e sementes que tem crescido de forma enorme no Brasil. A contravenção é muito grande e agressiva e precisa ser combatida. 

4- reforma tributária que garanta que o trânsito dos produtos e serviços agrícolas, das sementes, defensivos, biodefensivos, possa transitar pelo país com menos custo, mais facilidade. Esse sistema tributário atual é um problema para toda agricultura.

5- garantia que o país precisa dar na sua legislação e na forma legal para a propriedade intelectual. Isso é fundamental, pois se um país não respeita a propriedade intelectual irá perder os aportes da ciência e da inovação. 

A indústria da defesa vegetal e biotecnologia, Croplife, aponta esses cinco pontos como sendo ideal para os presidenciáveis nas suas agendas, e acrescenta Christian Lohbauer: “para que o país continue a alcançar índices maravilhosos que a agricultura tem alcançado nos últimos anos e que o setor possa se envolver ainda mais no Brasil“.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS