adblock ativo

Água saborizada seduz pelo paladar e pela beleza

O líquido essencial à vida ganha gosto, cor e aroma para virar sucesso de consumo nas festas e no dia a dia

Publicado sábado, 15 de janeiro de 2022 às 00:08 h | Atualizado em 16/01/2022, 12:19 | Autor: Isabel Oliveira
Frutas, ervas, óleos essenciais e até gengibre compõem o sutil mosaico de sabores da água saborizada, que além de tudo alegra os olhos
Frutas, ervas, óleos essenciais e até gengibre compõem o sutil mosaico de sabores da água saborizada, que além de tudo alegra os olhos -
adblock ativo

Aquela água insípida, inodora e incolor que conhecemos nos tempos das aulas de ciências do ensino fundamental já não é mais a mesma. Com requinte e alguma inventividade, ela ganhou sabor, aroma e cor. E um novo nome: água saborizada. Está nas festas mais badaladas e nos ambientes requintados tanto como opção de consumo quanto como artigo de decoração. 

A água saborizada é tão recente que até seu nome ainda é considerado um neologismo, ou seja, uma nova palavra. Não consta anda no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, mantido e atualizado periodicamente pela Academia Brasileira de Letras e base para os dicionários. Trata-se da união do substantivo sabor com o sufixo izar (ou izada), que traz a ideia de que a água recebeu sabor, que é o que de fato acontece. 

Mais do que sabor, ela tem cor, aroma e algumas propriedades nutricionais. “A utilização de frutas variadas serviu para criar uma bebida não apenas saborosa. Mas, também, saudável, natural, de baixo teor de açúcar, baixas calorias e que contém os benefícios das propriedades salutares das frutas”, defende o gastrólogo Vevé Bragança, que também é sommelier, turismólogo e professor universitário. 

É o professor Vevé Bragança quem nos conta a recente origem dessa iguaria, inventada como uma estratégia para auxiliar na perda de peso. “As águas saborizadas surgiram juntamente com os spas, na década de 1990, na Europa e nos Estados Unidos, onde os profissionais de alimentos e bebidas precisaram usar a criatividade para quebrar a monotonia gastronômica da água mineral, fazendo com que os clientes se mantivessem sempre hidratados, propiciando a desintoxicação natural do organismo”, conta o docente no curso de gastronomia da Universidade Católica do Salvador.

Os casamentos e eventos em geral adotaram a água saborizada para receber convidados e aproveitar para garantir requinte ao ambiente
Os casamentos e eventos em geral adotaram a água saborizada para receber convidados e aproveitar para garantir requinte ao ambiente |  Foto: Fito: Divulgação

Já o chef e sommelier Dan Morais aponta uma origem muito mais remota, embora de outra forma. “Um chá, por exemplo, pode ser considerado uma água saborizada, uma infusão. E isso começou há bastante tempo, provavelmente no Oriente Médio. No Egito já era bastante utilizado. Então, ela surge com fins medicinais e para higiene, para lavar as mãos com uma água aromatizada”, afirma. Fato é que o recente uso da água saborizada é mesmo recente e vem como estratégia para estimular a ingestão de água em quantidade suficiente para manter a hidratação saudável do corpo.

A nutricionista ortomolecular, fitoterápica e esportiva Alessandra Eichenberg destaca a importância do consumo de no mínimo 35 mililitros de água para cada quilo de massa corporal: “Não devemos beber água apenas quando estamos com sede. Quando a sede vem, já é um sinal de que o corpo já está com um início de desidratação. A água é responsável pela homeostase do nosso organismo e para o funcionamento dos nossos órgãos, tecidos e células”.

Alessandra Eichenberg defende a ideia de que é possível tornar a necessidade de manter a hidratação do corpo uma experiência ainda mais prazerosa por meio da produção de águas saborizadas. “Esse é um complemento nutricional bastante interessante para uso no nosso dia a dia. Além de auxiliar na hidratação, é diurética, anti-inflamatória, antioxidante, termogênica, uma grande aliada no processo de emagrecimento, dependendo das combinações que forem usadas”, explica.

As possibilidades de combinação de frutos, raízes e ervas é quase infinita. Se o objetivo for testar sabores, vale experimentar à vontade. A nutricionista Alessandra Eichenberg, por exemplo, indica uma receita com hibisco, ameixa, hortelã e gengibre, com diversos benefícios à saúde. Já Vevé Bragança prefere misturar dois litros de água filtrada em carvão ativado, quatro ramos de hortelã miúdo a casca amarela de dois limões sicilianos e uma xícara de morangos com a folhagem cortados ao meio.

As possibilidades de mistura de ingredientes são praticamente infinitas se o objetivo é experimentar variedades de sabores e aparências
As possibilidades de mistura de ingredientes são praticamente infinitas se o objetivo é experimentar variedades de sabores e aparências |  Foto: Olga Leiria | Ag. A TARDE
 

Alessandra Eichenberg oferece até um manual para ajudar quem quiser fazer experiências. Além de frutas, ela apresenta um leque de opções de especiarias (canela em pau, cravo-da-índia, anis estrelado, hibisco e pimenta rosa), ervas (hortelã, sálvia, alecrim e sálvia), raiz (gengibre) e óleos essenciais (lemon, canela e tangerina). Para obter sabores, é só ir misturando e provando.

 Vevé Bragança explica que as águas saborizadas são elaboradas pelo método de maceração, que consiste em sólidos descansarem em líquido para transmitir suas propriedades organolépticas (cor, aroma e sabor). “Cada tipo de fruta requer uma manipulação específica. Com as cítricas, por exemplo, é aconselhável usar as cascas externas finas, sem a parte branca, enquanto abacaxi e ananás podem ter as suas cascas utilizadas”, explica.

O gastrólogo lembra ainda que todas as frutas devem ser muito bem higienizadas e que a água deve ser fresca e não muito gelada, já que baixa temperatura dificulta a extração das propriedades. “A água pode ser mineral ou filtrada em filtro de carvão ativado, que ajuda na diminuição do cloro”, dá a dica. Ele destaca também o tempo máximo de maceração e consumo é de quatro horas.

Se a intenção for auxiliar na manutenção de uma boa saúde ou mesmo ajudar a tratar uma doença ou indisposição, o assunto requer o olhar de um profissional. Vevé Bragança alerta: “Cada tipo de fruta possui propriedades que servem a um fim específico à saúde humana. Essa tarefa de combinar as frutas cabe a um profissional de nutrição.”

A bebida vai bem em qualquer situação e ainda pode ser uma aliada para manter a saúde e a hidratação nos dias quentes do verão
A bebida vai bem em qualquer situação e ainda pode ser uma aliada para manter a saúde e a hidratação nos dias quentes do verão |  Foto: Olga Leiria | Ag. A TARDE
  

Mas há ainda uma terceira e importantíssima função das águas saborizadas: a decoração de ambientes e mesas. Esse é um fator apontado pelo chef Dan Morais para a popularização dessas bebidas, muito usadas nos nas festas de matrimônio. “A decoração de casamento cresceu muito e em vez de colocar um welcome drink antes de os noivos chegarem, você serve uma água saborizada primeiro com o intuito de hidratar, sem falar que é bonito. Elas fazem parte da composição do casamento, da reunião ou de um evento”, sentencia.

Dan Morais destaca ainda outra vertente em ascensão das águas saborizadas, que é a inclusão do álcool em sua composição. “A hard seltzer é uma água saborizada, cabonatada, ou seja, com gás, mas com álcool, normalmente em 3,5 a 5%. E esse tipo de bebida tem tido um forte crescimento no mercado americano e já é uma realidade no Brasil, com o surgimento de algumas marcas”, prevê.

No nosso caso, a dica de uma receitinha simples e que pode ser a porta para muitas experimentações de águas saborizadas é da nutricionista Alessandra Eichenberg. Além de ensinar uma forma simples de fazer uma deliciosa e refrescante água saborizada, ela ainda nos traz detalhadamente todos os benefícios que a bebida levará a nosso corpo. É só juntar os ingredientes, fazer e depois deliciar o paladar com a certeza de que está fazendo um bem ao organismo.

Arrumar os ingredientes dentro da jarra de vidro, acrescentar a água e consumir logo após é fácil e prazeroso
Arrumar os ingredientes dentro da jarra de vidro, acrescentar a água e consumir logo após é fácil e prazeroso |  Foto: Olga Leiria | Ag. A TARDE
 

Água saborizada

Ingredientes: 

1 litro de água mineral LÔA

10 pedras de gelo de chá de abacaxi com hortelã;

1 limão siciliano ou taiti cortado em rodelas

1 laranja cortada em rodelas

5 morangos cortados na transversal 

4 fatias pequenas de gengibre

3 gotas do óleo essencial hortelã-pimenta (opcional)

Modo de preparo:

E uma jarra de vidro, de preferência com tampa, coloque as pedras de gelo, as frutas cortadas distribuídas, o gengibre, um litro de água mineral sem gás ou gaseificada, caso for beber logo, e as gotas do óleo essencial hortelã-pimenta. Pode conservar na geladeira e consumir depois de duas horas. 

Benefícios:

Limão: fruta cítrica que, além de muita vitamina C, é um excelente antioxidante e rico em fibras solúveis que ajudam a diminuir o apetite e regular o intestino.

Abacaxi: fruta cítrica, rica em vitamina C, digestiva, anti-inflamatória e auxilia na perda de peso.

Laranja: fruta cítrica, rica em fibras, vitaminas A, B e C, flavonoides e betacaroteno com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, que auxiliam no combate ao envelhecimento precoce, ajudam a reduzir o colesterol ruim, protegendo de doenças cardiovasculares, e fortalecem o sistema imunológico. 

Morango: fruta com propriedades diuréticas, é rico em vitamina C, ajuda na cicatrização de ferimentos e fortalece a parede dos vasos sanguíneos, melhorando a circulação.

Gengibre: raiz com propriedades termogênicas que acelera o metabolismo e aumenta a queima de gordura corporal, favorecendo o emagrecimento.

Hortelã: erva refrescante que ajuda a digestão, combate náuseas, insônia, dores de cabeça, auxilia no emagrecimento e a baixar o colesterol.

Óleo essencial de hortelã-pimenta: alivia resfriados, tosse, sinusite, asma e bronquite, reduz a compulsão alimentar, é um bom energizante, melhora a fadiga crônica e o foco, além de auxiliar no emagrecimento.

NOTAS COM HISTÓRIAS & SABORES

VENHA FAZER “TIN TIN” NO MARIPOSA RESTÔ

O Mariposa Restô, que fica no Largo do Terreiro de Jesus, no Casarão 17, lançou três novos drinks assinados pela chef Mia Carazoli. O primeiro deles é feito com soda siciliana, que tem como base o limão siciliano, xarope de gengibre, capim santo e água com gás. Além de absolutamente refrescante é quase um shot de imunidade.  O segundo drink é uma roska feita com vodka de primeira qualidade, importada, e que pode ser de uva, morango, caju, kiwi ou jabuticaba. Para completar, o terceiro drink é feito com Aperol Spritz, Aperol, espumante e água com gás. 

Para fazer a vida ficar mais borbulhante. O Mariposa Restô está aberto de segunda a domingo das 11h30 às 17h. Para reservas tem o telefone (71) 98802-4362.

À FRENTE DO HAACK CONTEMPORÂNEO, GUTO LAGO VOLTA A CRIAR ALMOÇO EXECUTIVO 

O premiado chef Guto Lago agora está à frente da cozinha do restaurante Haack Contemporâneo e volta a criar, experimentar e oferecer seu disputado cardápio de Menu Executivo, que a cada semana, com entrada e prato principal por R$ 69,90 cria uma verdadeira experiência gastronômica. O Haack Contemporâneo fica na Alameda Salerno, 49, na Pituba. Telefone 71 99245-7754

OUTBACK TEM  OPÇÕES PARA A ESTAÇÃO MAIS QUENTE DO ANO

O Outback oferece em seu menu pratos cuja base são saladas e vegetais para refrescar o verão. Uma opção é a Caesar Salad (R$24,90), uma combinação de alface, queijo Grana Padano, os queridos croutons Outback e molho Caesar. Já a Salada Da Casa tem o valor de R$24,90. Para aqueles que preferem pratos acompanhados de carne branca as opções são a Grilled Chicken Caesar Salad (R$ 47,90. E agora é possível colocar o nome na lista de espera digital mesmo antes de chegar ao restaurante, antes de sair de casa, ou até reservar uma mesa no Outback de forma online. Ao utilizar o benefício, o cliente pode acompanhar o status de evolução de sua posição na lista de espera e, assim que a mesa estiver pronta, receberá um aviso via SMS.

APRENDA A CULTIVAR COGUMELOS SEM SAIR DE CASA

Produtores rurais, técnicos, estudantes de graduação e demais interessados no cultivo de cogumelos comestíveis e medicinais podem empreenderem sem precisar sair de casa. Pela primeira vez, a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Brasília-DF) oferece o curso on-line e gratuito sobre “Cogumelos: principais características e mercados potenciais”. 

O evento é digital e as inscrições estão abertas pela plataforma e-Campo (https://www.embrapa.br/e-campo/introducao-a-producao-de-cogumelos) ferramenta on-line onde estão reunidas todas as informações sobre os eventos disponibilizados pela Embrapa.  

O curso é destinado a produtores rurais, extensionistas, estudantes de graduação e pós-graduação, entre outros, que pretendem empreender ou diversificar a renda familiar.

adblock ativo

Publicações relacionadas