Até a vacina chegar, o que será de nós abrindo portas para a Covid?

Publicado sexta-feira, 12 de junho de 2020 às 06:00 h | Atualizado em 12/06/2020, 01:05 | Autor: Levi Vasconcelos

Uma boa notícia, tipo luz no fim do túnel, ontem: o Instituto Butantan, do estado de São Paulo, anunciou que começará a testar em humanos, na fase 3, a última, a vacina contra a Covid-19. Se tudo correr bem, no início de 2021 haverá vacina em larga escala.

Mas teste é teste, e se tudo não correr bem? Os insucessos acontecem, mas essa mesma luzinha pisca em 133 outros pontos do planeta com testes de vacina já autorizados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), sem contar outros candidatos na fila. Convenhamos, seria muito azar se nenhum acertar, não?

NA CONTRAMÃO — Isso sinaliza que a vacina é uma questão de tempo, no cenário mais otimista, seis meses. E até lá, o que haverá de ser de nós? Vemos de ponta a ponta do País governadores e prefeitos flexibilizando o isolamento, enquanto a curva da Covid, de infectados e de mortos, é crescente, totalmente na contramão da cartilha adotada em todo o planeta.

O Brasil, com quase 800 mil casos e mais de 40 mil mortos, está no pico de todas as estatísticas, pico este que nem oscila, só sobe.

Na Bahia, Rui Costa diz que o número de mortes por dia estagnou, mas com 30.

— É um patamar muito alto. O desafio é baixar. E é por isso que eu acho que não é hora de flexibilizar.

Estudo da Universidade de Washington diz que do jeito que o Brasil vai, teremos três milhões de casos e 160 mil mortos.

Tomara que não, mas...

Futuca de olho em Ibirataia

Recém-nomeado por ACM Neto para a presidência da Limpurb, Alexandre Futuca, presidente estadual do MDB, já está de despedida do cargo. Ele diz que depois da desistência do médico Wesley Cunha de disputar a prefeitura, decidiu atender ao apelo de amigos e vai encarar. O caso da desincompatilização estar fora de prazo, com eleição em outubro, a ele nada diz. O cargo é em outro município. Ou seja, Futuca já entrou futucando Ibirataia.

Troca-troca em Itabuna

Juvenal Maynard, que em abril pediu demissão do Hospital de Base de Itabuna por não com concordar com a desistência da Sesab de transformar a unidade só de Covid, assume hoje a Secretaria de Saúde de lá. Uildson Nascimento, o anterior, caiu porque disse que o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas Boas, “virou as costas para Itabuna”. Amigo de Fábio, o prefeito Fernando Gomes (PTC) não gostou e não engoliu.

Um susto em Paramirim

Após cinco casos monitorados e zerados, Gilberto Brito (PSB), prefeito de Paramirim, levou um susto ontem: surgiu uma mulher com problemas respiratórios, testou, deu negativo,mas foi encaminhada para Conquista como suspeita.

Diz ele que o grande problema é monitorar o pessoal que vem de São Paulo:

— É gente daqui que foi a São Paulo por causa do desemprego e voltou porque ficou desempregada e está fugindo da Covid.

Em Rio de Contas, louvor ao Santíssimo por via remota

Rio de Contas, que todo ano no dia de Corpus Christi festeja o Santíssimo Sacramento numa saudável disputa para ver quem faz a rua mais bonita com tapetes e adornos de flores (atrai gente do mundo inteiro, tipo quem vê, volta), ontem manteve a tradição, mas tudo ajustado aos tempos de pandemia.

Tapetes e enfeites com adornos de flores tiveram. Só nas casas. Nas ruas, só a filarmônica Lira dos Artistas, com integrantes mascarados (quando possível), mantendo a distância de dois metros de um para o outro.

E na tradicional missa do dia da festa, o padre Rinaldo, pároco local, deu a voz de comando: — As pessoas não poderão vir à igreja, mas nós iremos até as pessoas pelo Face e Youtube.

REGISTROS

Viva a jubarte 1

O pessoal do projeto Baleia Jubarte, festeja: um estudo feito sob encomenda do Fundo Monetário Internacional estimou o valor global das baleias em R$ 1 trilhão, com uma grande vantagem – antes elas valiam pelo que rendiam de óleo e carne, hoje pela contribuição ambiental e turismo.

Viva a jubarte 2

Eduardo Camargo, coordenador geral do Projeto Baleia Jubarte, bancado pela Petrobras, diz que a contribuição ambiental é expressiva:

— Muito desse valor vem do armazenamento e ciclagem de carbono nos oceanos, algo fundamental para manter as condições climáticas do planeta.

Em Campo Formoso

Rose Menezes (PSD), prefeita de Campo Formoso, anunciou, ontem, que testou positivo para a Covid. Oxalá ela tenha a mesma sorte da colega Cláudia Oliveira, de Porto Seguro, que já recebeu alta.

O exemplo de Lucas

Lucas da Chicabana (PT), o candidato que o deputado Osni Cardoso (PT) lançou para enfrentar o prefeito Adriano Lima (PP) em Serrinha, botou o pé na estrada na campanha com a movimentação possível, nas redes. Que jeito?

Publicações relacionadas