Documento dos banqueiros expõe a vastidão da solidão de Bolsonaro

Publicado terça-feira, 23 de março de 2021 às 06:03 h | Atualizado em 22/03/2021, 21:32 | Autor: [email protected]

Jair Bolsonaro seguiu os passos do amigo Donald Trump na briga contra a Covid e parece caminhar para ter o mesmo destino político. O documento divulgado por banqueiros, economistas e empresários rogando para que ele corrija o prumo diante da pandemia mostra a imensidão da solidão em que o presidente se encontra, mandando o povo ir para rua e ignorando os mortos.

Um contrassenso primário, rústico, atrasado, brigar com a ciência, que, convenhamos, nas circunstâncias atuais, merece o mais profundo do nosso respeito e o mais efusivo dos aplausos, atividade essencialíssima, uma poderosa aliada da vida, a humana no topo.

Gripezinha — A gripe espanhola pintou na terra em 1918, 102 anos atrás. Dizem que matou mais de 50 milhões de pessoas. Ressalva importante: na época os cientistas nem sabiam o que era vírus, algo só identificado em 1930.

A primeira vacina contra a gripe espanhola, a nossa hoje contra o H1N1, só aconteceu em 1940. Os cientistas da atualidade produziram uma vacina em menos de um ano. Ou seja, se a Covid ficasse solta tanto tempo como o H1N1, lógico que o estrago seria maior, porque assassino ele é. Não é a tal gripezinha presidencial.

Veja que ontem, enquanto milhares morriam, ele tentava salvar a pele do general Eduardo Pazuello, que seguiu a cabeça do chefe e deixa o ministério todo complicado. Em suma, fica difícil para Bolsonaro chutar quem merece palmas por salvar vidas.

A Covid pega o Aristides

A pandemia da Covid continua a alastrar os seus tentáculos perversos por instituições hospitalares que nada têm a ver diretamente com o caso. O Hospital Aristides Maltez, maior referência do tratamento de câncer na Bahia, suspendeu cirurgias eletivas de 29 a 3 de abril e a matrícula de novos pacientes de 29 a 1º. Os demais serviços ficam funcionando.

O motivo: a grande dificuldade para a aquisição de anestésicos e relaxantes musculares. A concorrência é pesada.

Alex entre o vírus e Lupi

O deputado federal Alex Santana não vive bons dias. Anunciou que, juntamente com a esposa, está com Covid pela segunda vez. Na sequência vem o presidente nacional do partido dele, o PDT, ameaçando expulsar os deputados do partido aliados de Bolsonaro. É o caso dele, que é evangélico da Assembleia de Deus.

O outro deputado baiano do PDT é Félix Mendonça Jr., que já teve Covid e cujo pai, Félix Mendonça, morreu vítima da pandemia.

Prefeitos pedem ajuda

Zé Cocá (PP), prefeito de Jequié e presidente da UPB, reuniu (virtualmente) com colegas ontem para instigar deputados e senadores baianos a tocar a pauta deles.

Eles querem ampliar a vacinação, renegociação da dívida previdenciária, aumento de 1% do FPM e auxílio financeiro na crise.

Os prefeitos não declaram, mas resmungam: a ideia de Rui Costa prorrogar o ICMS vai sobrar para eles; 25% do imposto vai para eles.

TJ escolhe amanhã o novo desembargador para o TRE

O pleno do Tribunal de Justiça da Bahia vai decidir amanhã quem será o novo desembargador a fazer par com Roberto Frank como representante da casa no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na vaga de Jatahy Fonseca Filho, que presidiu as eleições do ano passado, cujo mandato expira domingo que vem. No páreo estão Mário Alberto Hirs, Balthazar Miranda e José Cícero Landim.

A definição é fundamental para a escolha do novo presidente do TRE. Há duas possibilidades: o escolhido de amanhã disputar a presidência com Roberto Frank ou não ter disputa.

Seja como for, isso abre as portas para Mário Hirs presidir o TRE pela terceira vez. Não é nenhuma novidade, nem aqui nem alhures, mas algo não tão comum assim.

REGISTROS

Pauleira total

A última da política que bomba nas redes da Chapada Diamantina é o quebra-pau na Câmara de Itaguaçu da Bahia entre o vereador Antônio de Jonas (PSD) e a presidente Ianca da Tabatinga (PSD). No vídeo, ele atira o microfone nela. E ela revida.

Reza por Haroldo

A notícia de que o ex-deputado Haroldo Lima está com Covid botou muito comunista para rezar. Comunista histórico, figura muito querida na esquerda, Haroldo é fundador do PCdoB, ainda hoje um consultor.

Buraquinho no buraco

A Oscip Riolimpo divulgou nota com fotos mostrando que na maré seca a paradisíaca praia de Buraquinho, em Camaçari, fica cheia de poças, mas não é água do mar com lama de mangue, é esgoto mesmo, despejados ao longo do rio Joanes. Pelo que se vê, do ponto de vista ambiental, Buraquinho está no buraco.

Marcha a ré

A Marcha a Brasília, que anualmente os prefeitos fazem a Brasília, estava para acontecer este ano de 25 a 28 de maio, mas, por conta da pandemia, deu marcha a ré. A confederação nacional dos municípios cancelou.

Publicações relacionadas