E a Faroeste espalha o medo no oeste, com um assassinato no bolo

Publicado quarta-feira, 16 de junho de 2021 às 06:00 h | Atualizado em 15/06/2021, 22:13 | Autor: Levi Vasconcelos

O assassinato do agricultor Paulo Antonio Ribas Grandene anteontem, em Barreiras, consolidou o medo que paira no oeste baiano. O crime foi típico de mando, dois homens numa moto, um saltou e atirou. E Grandene não era um dos grandes produtores, mas um dos mais ativos na denúncia contra grilagem de terras.

A questão é que o esquema desnudado pela Operação Faroeste tinha várias ramificações e entre elas há a ponta de fazendeiros do agronegócio lá envolvidos. Muitos dos denunciantes sofreram ameaças de morte e o medo de falar sobre o caso espouca de ponta a ponta. Por isso, lá se diz: o assassinato de Grandene é no mínimo emblemático.

Polarização – O jornalista Carlos Alberto Sampaio, do site Jornal Expresso, de Luís Eduardo Magalhães, diz que a Faroeste é coisa grande. Envolve 366 mil hectares de terras. Se contar que o esquema cobrava 80 sacas por hectare e hoje a saca no menor preço está a R$ 150, a conta vai aí para mais de R$ 4,3 bilhões.

A PF apontou 15 pessoas, entre eles quatro desembargadores e três juízes, todos acusados de vender sentenças em benefício de grileiros. O caso ainda tem extensões, além de Formosa do Rio Preto, o palco principal, na área do Estrondo, no Matopiba (encontro de divisas entre Mato Grosso, Piauí e Bahia), área de 270 mil hectares.

No oeste, o consenso é que o caso está longe do fim. E o pior, já tem um cadáver na conta.

STF isenta entidades sem fins lucrativos de pagar IOF

Uma boa notícia para o chamado terceiro setor, o segmento de entidades que não são nem públicas nem do mercado: por unanimidade o STF decidiu que instituições sem fins lucrativos não devem pagar o imposto sobre operações financeiras (IOF) nas transações de curto prazo, como operações de empréstimos, contratação de seguros e rendimento de aplicações.

O advogado Michel Beto Castro Torres, que atuou no caso, chama a atenção para o detalhe:

– A ação foi julgada sob o regime de concessão geral, ou seja, deve ser levada em conta em todos os processos que discuta essa questão. Isso quer dizer que cada entidade deve entrar na Justiça e postular também o direito a ressarcimento pelos últimos cinco anos.

Vereadores na Fraternos

O relatório da PF que determinou as prisões de Robério Oliveira, ex-prefeito de Eunápolis, Cláudia Oliveira, esposa dele e ex-prefeita de Porto Seguro, e o afastamento de Agnelo Santos, irmão dela, do mandato de prefeito de Santa Cruz Cabrália, todos do PSD, tinha o envolvimento de dois vereadores de Porto Seguro e um de Eunápolis.

A PF chegou aos vereadores porque, apesar das denúncias, sempre tiveram as contas aprovadas nas câmaras.

A hotelaria e o efeito Covid

O relatório divulgado ontem pela Federação Bahiana de Turismo e Hospitalidade (Fetur-BA) sobre o movimento nos maiores hotéis de Salvador em maio mostra que o mês foi o vice pior desde 2001, quando as medições começaram a ser feitas.

O índice de ocupação foi de 51,91%, um pouquinho maior que os 51,18% de maio de 2009. A hotelaria emerge na cena atual como um dos setores mais atingidos pela pandemia.

O know-how para Salvador

Um dos herdeiros do Sr. Albano Viera Fontes, dono da Fazenda Mirantes, que englobava boa parte de áreas nobres de Salvador, ajuizou na Justiça uma ação de prestação de contas.

Entre os envolvidos na cessão de contratos de direitos hereditários está a Sra. Geciane Maturino, presa na Operação Faroeste, esposa de Adailton Maturino, um dos cabeças no esquema do oeste. A suspeita é que iriam trazer o know-how de lá para cá.

Ajuda turística 1

O Boletim de Conjuntura Econômica e Social de Ilhéus e Itabuna divulgado esta semana pelo Departamento

de Economia da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), relatando o desempenho da economia no primeiro trimestre deste ano, mostra que agora foi melhor

que em 2020. A geração de emprego foi bem maior, e

o turismo foi decisivo para isso.

Ajuda turística 2

O estudo cita que o período de veraneio, entre o fim de dezembro e janeiro, foi o melhor desempenho, mesmo fenômeno verificado em Itacaré e Porto Seguro. Ironia: o turismo que turbinou a economia também turbinou a segunda onda.

Papel da oposição

O deputado estadual Paulo Câmara (PSDB) é o convidado da vez do advogado Vivaldo Amaral para a série de lives Café com Educação, Cultura e Atualidades. Tema em debate: ‘O papel da bancada de oposição na Assembleia’.

São João, o perigo

Em um olhar sobre os sites dos quatro cantos da Bahia dá para se ver duas coisas: a ocupação hospitalar é alta em todos os cantos. E os que quebram as restrições também.

Publicações relacionadas