adblock ativo

E o resultado da CPI, vai implicar Bolsonaro ou será uma ópera-bufa?

Publicado às | Atualizado em 21/10/2021, 21:35 | Autor: [email protected]
O relatório da CPI da Covid imputa a Bolsonaro nove crimes, que vão do charlatanismo (com a cloroquina), a crime contra a humanidade | Foto: Evaristo Sa | AFP
O relatório da CPI da Covid imputa a Bolsonaro nove crimes, que vão do charlatanismo (com a cloroquina), a crime contra a humanidade | Foto: Evaristo Sa | AFP -
adblock ativo

O título aí é uma pergunta do leitor Zenivaldo Reis, do bairro de Nazaré, Salvador. E é boa, até porque nós também queremos saber a resposta, que virá nos próximos capítulos.

Meu caro, a CPI da Covid começou no olho de um tiroteio, transcorreu idem e acabou tal e qual. Bolsonaro, que é um produto ‘ao ódio e rancor’, coisa que pelo tom, demonstrou detestar, mas pelos atos, parece estimular. E o filho, o senador Eduardo, disse que o pai gargalhou.

Se tudo isso acabar em pizza, convenhamos, os nossos senadores estariam fazendo o ridículo papel de nos fazer acreditar que tantos atos e fatos expostos e tantos documentos coletados seriam apenas espetáculo para nós, uma plateia de idiotas, ressalte-se.

Mortes — Após os entreveros para tirar os exageros, típicos dos que acusam, o relatório da CPI da Covid imputa a Bolsonaro nove crimes, que vão do charlatanismo (com a cloroquina), a crime contra a humanidade.

O Brasil acumula 604 mil mortes pela Covid. Não é pouca coisa. Dos nossos 5.568 municípios, apenas 49 passam dos 500 mil habitantes. É como se uma Feira de Santana quase inteira (619 mil habitantes) sumisse do mapa. A CPI está dizendo precisamente que se Bolsonaro agisse de outra forma esse número seria bem menor.

É uma acusação pesada, que já causa danos políticos a Bolsonaro, e adiante, na melhor das hipóteses, promete causar danos jurídicos também. É só ele deixar o poder e verá.

Agressão lá, repúdio cá

Lembra de Dom Orlando Brandes, o Bispo de Aparecida? É aquele que disse que com pátria armada não pode haver pátria amada. Por conta disso, foi chamado, junto com o Papa Francisco e integrantes da CNBB de ‘safados’ e ‘vagabundos’ pelo deputado bolsonarista Frederico D’Ávila (PSL).

Alex da Piatã (PSD) não deixou em branco na Alba e apresentou moção de repúdio:

— Não dá para aceitar coisas desse tipo. É um desrespeito grosseiro e gritante.

Alice e o SOS a Otto Alencar

A deputada Alice Portugal (PCdoB) postou nas redes foto do senador Otto Alencar (PSD) dando socorro a um passageiro que sentiu-se mal no voo Brasília-Salvador da Latam, ontem pela manhã. E faz o texto-complemento:

‘A prova cabal para quem duvidou que o senador Otto Alencar fosse médico. Pois é. É um grande médico! Kkkkk’.

A polêmica com Otto e bolsonaristas surgiu no tiroteio da CPI da Covid.

Coisa velha em Brumado

Eduardo Vasconcelos (sem partido), o prefeito de Brumado que entrou na mídia porque liberou o uso de máscaras, era do PSB,  partido aliado de Rui Costa, mas um velho negacionista, segundo observadores da cena lá. Em outubro do ano passado ele já foi protagonista de outra polêmica quando brigou, e perdeu, para liberar as aulas presenciais.

Aliás, foi por conta de ter apoiado Bolsonaro no 7 de setembro que ele foi ‘convidado’ a se retirar do PSB.

Rebu em Ilhéus: Marão dá  15 milhões a empresários

Mário Alexandre (PSD), o Marão, prefeito de Ilhéus, virou protagonista de um escândalo oficial. Ele vai pagar R$ 15 milhões para as empresas São Miguel e Viametro, que fazem o transporte coletivo urbano, a título de indenização com os prejuízos gerados pelas restrições de circulação na pandemia.

Mais: o acordo, levado a público pelo vereador Tandick Resende (PTB), foi celebrado no dia 29 de junho com anuência do Ministério Público e homologado na Justiça.

Lá se diz que o caso abre brecha para todos os segmentos prejudicados na pandemia pedirem indenização. No caso de Ilhéus, foi tudo oficial, mas feito nas caladas, e complicou. Marão já pagou a primeira parcela, no valor de R$ 600 mil.

REGISTROS

Dra. Cloroquina

A médica Raíssa Soares, bolsonarista que defendeu o kit Covid e ganhou uma carga de cloroquina do presidente, por isso chamada de Dra. Cloroquina, vai renunciar à Secretaria de Saúde de Porto Seguro este mês pensando em 2022. Quer disputar o Senado, no partido que Bolsonaro estiver.

No furacão

Moacyr Leite (DEM), prefeito de Uruçuca, virou sensação nas redes da região do cacau. Em entrevista à Rádio Difusora de Itabuna revelou que Rui Costa o processou por ter dito que ele se reelegeu governador com dinheiro desviado. ‘Tem problema não. Vou provar de onde foi o desvio’. Prova mesmo?

No rumo da ponte

Com o título Trabalhe conosco, a concessionária da ponte Salvador-Itaparica abriu o site www.pontesalvadoritaparica. com.br para coletar currículos dos interessados em trabalhar na obra. Estima-se que em torno de 8 mil trabalhadores serão arregimentados.

TRF-6

Bolsonaro sancionou a lei que cria o Tribunal Regional Federal da 6ª Região, o TRF-6,  em Minas. A Bahia vive sob a jurisdição do TRF-5, em Brasília e também quer um, mas se diz que enquanto Bolsonaro mandar lá e o PT cá, nem pensar.

adblock ativo

Publicações relacionadas