Em Santo Antônio, empresário estreia no jogo bruto da política

Publicado sexta-feira, 02 de outubro de 2020 às 06:03 h | Atualizado em 01/10/2020, 23:14 | Autor: [email protected]

Genival Deolino Sousa, 66 anos, nascido em Taperoá, no baixo sul, começou a vida como ambulante em Santo Antônio de Jesus e hoje é um muito bem-sucedido empresário, como tal amplamente respeitado, ex-presidente da forte associação comercial local. Este ano ele entrou no jogo político e logo no primeiro round apanhou feio.

Santo Antônio tem sete candidatos a prefeito, entre eles o prefeito Rogério Andrade (PSD), que tenta a reeleição. Genival emergiu em cena como o cara para derrubar Rogério. ACM Neto operou para o ex-prefeito Humberto Leite desistir e apoiá-lo. Mas, no começo do jogo, pecou por ser cristão-novo.

Bens — Genival tem um problema de dicção, dizem que falando ‘é um chato’. O marketing já arranjou para ele uma vacina: ‘Eu não sou locutor, sou empreendedor’.

Segunda, no primeiro debate, promovido pelo Blog do Valente, Rogério questionou os valores da declaração de bens dele: um prédio comercial no centro de Santo Antônio por R$ 13 mil, uma casa em Aruá, na beira da praia, na Ilha de Itaparica, por R$ 50 mil, ‘uma mansão por R$ 50 mil’.

Claro que os valores dos bens declarados quase sempre são irreais. Se acha por exemplo muito apartamento na Pituba por R$ 170 mil, algo surreal. E o próprio Rogério dias atrás foi atacado porque estudava em Minas enquanto trabalhava na Assembleia. Como Genival é cristão-novo nisso, sofre. Terça (15h) a rádio Andaiá FM fará novo debate. É o 2º round.

Laje, o embate da reeleição

Laje, município do Vale do Jiquiriçá, vive uma disputa política este ano com um ingrediente bastante curioso: nas três últimas eleições, todos os prefeitos que tentaram a reeleição perderam.

Este ano, o prefeito Binho de Mota (PSB), candidato a reeleição, diz que está aí para quebrar essa regra. 

Tamy Motos (Pode), que disputa com ele (tem também o delegado Edilson Magalhães, do PL), diz que apoia a tese, mas em 2022, com ele.

Apreensão na Ford Camaçari

Funcionários da Ford em Camaçari se dizem apreensivos com o futuro depois que a empresa lançou um plano de demissão voluntária premiando servidores com valores de R$ 40 mil a R$ 93 mil.

Inaugurada em outubro de 2001, a Ford já teve mais de 10 mil funcionários. Decretou lay off (um turno suspenso) até o fim deste mês e pode prorrogar até dezembro.

A empresa diz que paga alto pela retração econômica que veio com a pandemia.

O mar que não dá trégua

Moradores de vários pontos dos 900 quilômetros do litoral baiano dizem que a força com que o mar avançou este ano, derrubando casas e quiosques nas praias, é algo atípico, só houve similar em 1980, há 30 anos.

Em Ilhéus, onde a destruição na zona norte é forte, o pessoal atribui os estragos à construção do Porto do Malhado, que não teve estudos prévios e teria alterado as correntes marítimas das cercanias.

Zé Neto diz que em Feira Rui vai azeitar a correria

Candidato a prefeito de Feira de Santana pela quinta vez, o deputado federal Zé Neto (PT), que tem como principal adversário o prefeito Colbert Martins (PT), que tem o apoio do ex-prefeito Zé Ronaldo,  diz que este ano as condições lhe são bem mais favoráveis:

– Ronaldo é quem faz a campanha de Colbert. Fica pra baixo e pra cima nos quatro cantos de Feira falando mal de mim. Eu estou em outra. Agora sou paz e amor.

Zé Neto se diz animado com outro detalhe já esperado, mas nem por isso menos importante, o apoio ostensivo de Rui Costa.

– Rui disse que aqui a correria vai ser maior.

O adversário de Rui em 2018 foi Zé Ronaldo, que tem na eleição de Colbert questão vital.

REGISTROS

Lei Caó

O vídeo institucional que a Procuradoria Geral do Estado elaborou para marcar a passagem dos 30 anos da Lei 7.716/89, a Lei Cao, que criminalizou o racismo no Brasil, foi escolhido entre 198 projetos como um dos finalistas do XX Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça.

Mau sinal

Às vésperas de reabrir as portas para o turismo, a prefeitura de Lençóis resolveu testar 36 profissionais do setor, entre taxistas, mototaxistas, guias e atendentes. O resultado foi desastroso: 13 testaram positivo, mas todos estão isolados.

Esperando o verão

Fausto Franco, o secretário de Turismo da Bahia, diz que  7 de setembro serviu de parâmetro para os vários segmentos envolvidos no turismo obedecerem aos protocolos. A expectativa é  que em janeiro isso esteja bem ajustado.

Passo adiante

Em meio à pandemia, a União dos Municípios da Bahia (UPB) deu um salto adiante. Adquiriu o sistema EngeGov, que vai agilizar a elaboração de projetos de arquitetura e engenharia. Isso vai facilitar muito a vida dos  novos prefeitos (os sérios).

Publicações relacionadas