Greve na PM, uma bofetada no nosso bem maior, o direito à vida

Publicado quinta-feira, 10 de outubro de 2019 às 06:00 h | Atualizado em 10/10/2019, 07:19 | Autor: [email protected]

Greves da PM na Bahia viraram sinônimo de terror. Na de 2001, casas comerciais saqueadas nos quatro cantos de Salvador a capital, a mesma história na de 2013. Em 2014, foi a pior. Só nas primeiras 24 horas, 35 mortos na capital, muitos deles, mendigos que dormiam na Piedade, centro. No fim, 170 mortos, 45 deles em Feira de Santana.

Alguém já viu bandido sair por aí matando morador de rua? Elementar: o bandido vai para roubar, com alvo definido. Ontem, só com o anúncio da greve, até vidros de bancos metralhados. Bandido faz isso? Também claro que não. No rastro disso, fica a inhaca de terrorismo com a suspeita de que o patrocínio vem justamente de quem deveria estar fazendo o inverso.

Fala Alden — É óbvio que tem cheiro de armação, patrocinada justamente por gente que tem o dever de fazer o inverso, a segurança.

O deputado Targino Machado (DEM), líder da oposição na Assembleia, disse que muito tentou fazer com que o Soldado Prisco (PSC), hoje deputado, líder das três greves anteriores e também dessa, não fosse por aí:

— Isso é um assunto que tem que ser discutido à exaustão sem vontade de exaurir. O governador também errou quando personalizou e botou rancor e ódio. Essa polarização não interessa ao governo e nem à sociedade. Só a Prisco.

Felizmente dessa vez não mataram mendigos.

Targino e a unanimidade

Eleito ontem por unamidade como vice-presidente da Comissão Especial para a Regulamentação do Transporte Complementar da Bahia (o presidente é Robinson Almeida-PT), o deputado Targino Machado (DEM), líder da oposição na Alba, comentou:

—Vou guardar esses votos  com carinho. É a primeira unanimidade da minha vida.

Depois, ressalvou:

— Não sei nem se devo me vangloriar. Dizem que toda unanimidade é burra.

Petrobras caça bruxos mortos

O deputado Rosemberg Pinto (PT), líder do governo na Assembleia, protestava ontem contra a decisão da Petrobras que mudou nomes de 11 usinas termelétricas homenageando pessoas tidas como de esquerda. Entre elas, estão as baianas Rômulo Almeida e Celso Furtado.

— Tiraram até o nome do índio Sape Tiaraju (1723-1756), lá do Rio Grande do Sul, que está em processo de canonização. É um absurdo. Estão destruindo até a história.

Simões Filho, rebu à vista

E o deputado Eduardo Alencar (PSD), irmão do senador Otto Alencar, vai encarar a disputa da Prefeitura de Simões Filho (onde ele já foi prefeito três vezes) em 2020? Ele diz que está nas mãos da Câmara de Vereadores.

Explicando: a Câmara vai apreciar as contas dele de 2016, aprovadas pelo TCM.

Dos 19 vereadores, ele conta com quatro aliados e precisa de sete. Se a Câmara rejeitar, como se anuncia na cidade, vai ter furdunço.

Baianos da política e da mídia, todos rumo a Roma

O time de baianos que está rumando para Roma a fim de assistir a canonização de Irmã Dulce inclui o governador Rui Costa e o presidente da Assembleia, Nelson Leal (PP), além de outros notáveis, como o ex-banqueiro Angelo Calmon Sá, há 40 anos conselheiro das Obras Sociais de Irmã Dulce, que com ela conviveu diariamente durante 12 anos.

Quem não vai, acompanha tudo pela mídia baiana. Por A TARDE, já estão lá a jornalista Cleidiana Ramos e o fotógrafo Walmir Cirne. A Band Nordeste mandou as baianas Zuleica Andrade, diretora de jornalismo, e Pamela Lucciola.

A TV Bahia, com o jornalista Ricardo Ismael, foi a primeira a chegar. E a TV Aratu também mandou para lá o jornalista Chico Lopes.

REGISTROS

Dia da Espanha 1

Para celebrar a cultura hispânica e, também, o Dia Nacional da Espanha, o Instituto Cervantes, que faz parte da embaixada da Espanha no Brasil, promove dia 27, no Teatro Castro Alves, um encontro musical inédito, entre o violonista espanhol Daniel Casares e a Orquestra Sinfônica da Bahia.

Dia da Espanha 2

Casares apresentará duas obras: um solo de sua autoria, Caballo de Guernica e com a OSBA, sob a regência do maestro Carlos Prazeres, o Concerto de Aranjuez, de Joaquin Rodrigo.  Na plateia o Consul Geral da Espanha em Salvador, D. Gonzalo Fournier.

Rogério 2+1

O jornalista baiano Rogério Menezes lança segunda (19h) no Café Solar Rio Vermelho (Fonte do Boi) o seu novo romance 2+1. Conta a história de dois personagens à beira da morte, que nos seus últimos instantes vão falando de suas vidas e se entrelaçam.

Crea 85 anos

A Assembleia realiza hoje sessão especial em homenagem aos  85 anos do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-Ba). A proposta é da deputada Maria Del Carmen (PT).

Publicações relacionadas