O Carrasco - Golpe de Mestra

Dag Construtora, que já foi mira da Lava Jato, parece que não vai sossegar até conseguir aplicar outra

Publicado domingo, 13 de fevereiro de 2022 às 19:41 h | Atualizado em 14/02/2022, 01:06 | Autor: Da Redação
.Os bastidores da política baiana passam por aqui
.Os bastidores da política baiana passam por aqui -

ASSUNTO DA SEMANA

Os relatos de insatisfação, estresse, perda de tempo e angústia no trânsito não param de chegar ao Grupo A TARDE. Inevitavelmente, os jornalistas só precisam chegar na janela para registrar o caos que se tornou a Avenida Tancredo Neves. A agonia dos motoristas é exposta nas buzinas que ecoam pela principal via financeira da capital. A fatídica obra orçada em mais de R$ 131 milhões parece não compensar o desgosto de passar pela região. De responsabilidade da empresa KPE, considerada o DNA da Metha Engenharia, ex-OAS, o feito se perdeu igual a cego no meio de um tiroteio. Tentando sobreviver a trancos e barrancos, a KPE está longe de alcançar a meta pretendida nesta obra. 

GOLPE DE MESTRA I

A Dag Construtora, que já foi mira da Lava Jato por suspeita de ter alterado valores de imóvel por conta da relação que tinha com o ex-presidente da Odebrecht, parece que não vai sossegar até conseguir aplicar outra empreitada. O alvo da vez é o falecido publicitário Duda Mendonça. Numa briga, cujo juiz já entra como suspeito, a família de Duda tenta não permitir que parte da herança caia nas mãos do Dermeval, dono da Dag. Pedindo R$ 30 milhões, a Dag já realizou investidas para garantir essa bolada. 

GOLPE DE MESTRA II

Mas, o que já se sabe, é que a vilã dessa história é a mulher de Dermeval. Mariana Gusmão comanda toda a operação para abocanhar a herança de Duda. Com o assunto pipocando em Brasília, chega a este Carrasco informação que a dama, que não é de ferro, pode ser a autora que irá registrar o capítulo “Fim da Saga Dag Construtora”.

POUCO CASO

Este Carrasco tem recebido denúncias de que a Saúde em Alagoinhas vai de mal a pior. Com um prefeito que se intitula médico, a situação da Covid poderia ser diferente. Mas, o boletim epidemiológico registrado ontem apontou mais 152 novos casos de Covid-19. São 1.357 pessoas que estão em monitoramento e 953 casos ativos da doença. Mais de 300 pessoas já morreram por conta da pandemia na cidade. O bom exemplo do Doutor Joaquim é tamanho que nem carteira de vacinação é exigida para entrar nos órgãos municipais. 

 O CALDO ENGROSSOU

O Ministério Público Estadual investiga fraudes em pagamento de diárias na Prefeitura de Maiquinique. O órgão instaurou procedimento investigativo para apurar denúncia de fraudes nas diárias pagas ao prefeito Jesulino Porto (DEM), e ao Secretário de Meio Ambiente, Josemar Teixeira. De acordo com a denúncia, os investigados vinham recebendo valores astronômicos, que somam mais de R$40 mil por ano. Será por isso que o Jesulino tem esbravejado tanto nas redes sociais?

ATÉ QUANDO?

Se de um lado os motoristas penam para abastecer o veículo por conta dos altos preços dos combustíveis, tem empresário baiano pagando de esperto e bem mais barato para obter o produto. Flagrado pela Guarda Civil, o detentor da boa influência recebeu combustível furtado de uma carreta em Luís Eduardo Magalhães. O criminoso foi preso por receptação qualificada. Enquanto o foco fica nas bombas e nos postos, as distribuidoras faturam, o receptador se aproveita e o consumidor final paga o pato. Se a moda acima pegar, será um salve-se quem puder. 

MAMATA

A farra de gastos com o dinheiro público parece continuar em São Sebastião do Passé, Região Metropolitana de Salvador. Uma outra grave denúncia de um vereador do município acusa a prefeita Nilza da Mata (PP) de desviar cerca de R$ 3 milhões do Fundeb. E olha que no fim do ano passado, uma outra denúncia já mostrava a falta de investimentos no município após uma arrecadação de R$ 120 milhões, além de pessoas ligadas à gestão que estariam se aproveitando do poder público e "esbanjando regalias".

GESTÃO GENIVAL

Os números não mentem. São 170 pessoas mortas pelo Coronavírus em Santo Antônio de Jesus e mais de 240 caso ativos, ee acordo com o boletim da última sexta (11). Com o prefeito patinando nas ações, o Carrasco segue recebendo denúncias pela falta de serviços na Saúde. Estas, vão do descarte irregular de materiais hospitalares, a ausência de médicos e enfermeiros. Enquanto a Covid toma conta, Genival assume a ausência do dever de casa. 

SUBIU NO TELHADO

Subiu de vez no telhado a formação de uma federação entre o PT e o PSB para as eleições deste ano. O principal entrave segue sendo São Paulo. Em entrevista à CNN, na quinta-feira, 11, o pré-candidato ao governo do Estado, Márcio França (PSB), deixou mais uma vez claro que não vai abrir mão de concorrer ao cargo para apoiar o pré-candidato do PT, Fernando Haddad. Com isso, as chances do ex-governador Geraldo Alckmin ingressar no PSD para ser vice na chapa de Lula só aumentam. Aqui na Bahia, com ou sem federação, o apoio do PSB à candidatura de Jaques Wagner é dado como certo. Mesmo com a gritaria do deputado Marcelo Nilo, ainda no PSB.

“LIVRE, LEVE E SOLTO”

Um que já deixou o PSB foi o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, que se disse “livre, leve e solto” neste ano de eleições. Embora diga que não faz parte de seus planos concorrer a nenhum cargo público, Barbosa segue sendo cortejado para apoiar ou mesmo integrar a chapa de alguns presidenciáveis, dentre eles o mais citado é o ex-juiz Sergio Moro, pré-candidato do Podemos. Em janeiro, Moro recebeu Barbosa em sua casa, mas o ex-ministro do STF saiu de lá assegurando que não há hipótese de ser vice nem dele nem de qualquer outro candidato. Aguardemos os próximos passos.

CRISE NO ABAETÉ 

O projeto do vereador da bancada evangélica, Isnard Araújo (PL), protocolado em dezembro do ano passado na Câmara Municipal de Salvador, que propõe que a região das dunas do Abaeté passe a ser denominada de “Monte Santo Deus Proverá”, ganhou fôlego nesta semana. Adeptos de religiões de matriz africana realizaram ato contrário à mudança de nome do local, durante assinatura da ordem de serviço para as obras de requalificação das dunas, que foram chamadas pela prefeitura de ‘Monte Santo’, o que causou toda a celeuma. O prefeito Bruno Reis negou as informações, disse que a suposta mudança de nome das dunas era uma ‘fake news’ e que o projeto de Araújo não vingaria. Estamos acompanhando os próximos episódios dessa novela.

(DES)SERVIÇO

A população soteropolitana não aguenta mais os péssimos serviços prestadas por alguns Cartórios de Registro de Imóveis. É arbitrariedade por cima de arbitrariedade e barbeiragem por cima de barbeiragem. Até um desembargador, pasmem, chegou a ser vítima dessa incompetência e teve seríssimos problemas causados pela irresponsabilidade de um tabelião, justamente com a escritura e matrícula de seu apartamento, adquirido com muito suor e economias de anos a fio. Mas, o campeão de reclamações e que, inclusive, já está no radar da Corregedoria, é o tabelionato do Segundo Ofício. Por lá, o comentário é que a serventia fatura milhões de reais por mês, mas as demandas só andam quando os despachantes e advogados são escolhidos a dedo.

O QUE O MEDO NÃO FAZ

Coisa engraçada foi o que ocorreu, recentemente, na prefeitura de Salvador. Um servidor de carreira da mais alta cúpula da Administração Municipal, preocupado com o vai e vem nas questões afeitas ao IPTU, resolveu meter a mão no bolso e pagou o tributo de 2021 e 2022, com desconto. Foi o medo do tamanho do aumento que pode vir ano que vem. Tranquilizado por seus superiores, resolveu pedir devolução de metade do valor pago. Coitado desse contribuinte. Vai cair agora nas malvadezas daquele funcionário que fez pós-graduação na Cidade do CAIRO. Pelo visto, é capaz de vencer o IPTU de 2023 e o pobre coitado não receber sua devolução.

ENQUADRADA

Privatizar é preciso? A enquadrada nessa semana é sobre elas: as empresas que a pretexto de uma melhor prestação de serviço público, estão esculachando com o dinheiro do cidadão. A ACELEN, que recentemente assumiu a Refinaria Landulpho Alves e o Terminal de Madre de Deus, vem soltando a borracha no quesito aumento. Os combustíveis na Bahia já são os mais caros do Brasil. Outra que vem abusando do bom senso é a VINCI AIRPORTS SALVADOR. Só para se ter ideia do tamanho do abuso, a danada cobra 1.200 dólares por pouso ou decolagem de qualquer avião privado, de pequeno ou grande porte, enquanto que na América o mesmo serviço é feito por 200 dólares, só que o pagamento é feito anualmente e dá direito a quantos pousos forem necessários durante esse período. E tem mais. A VINCI aumentou os valores dos contratos das lojas e hangares concessionários, sendo que alguns cederam a essa quase extorsão e estão pagando mais do que o triplo do valor pago até o ano passado, e outras, como o caso da Duty Free, que pretende brigar na Justiça ou arrumar as malas e ir embora.

Publicações relacionadas