O Carrasco - Seguro Saúde

Os bastidores do poder passam por aqui

Publicado segunda-feira, 09 de maio de 2022 às 00:00 h | Atualizado em 08/05/2022, 13:49 | Autor: Da Redação
Os bastidores da política baiana passam por aqui
Os bastidores da política baiana passam por aqui -

NOTÍCIA DA SEMANA

A coordenação das redes sociais de ACM Neto comete ratada em cima de ratada. Na semana retrasada, postou uma foto do pré-candidato caminhando sozinho. A turma do Instagram não aliviou e logo viralizou a brincadeira de que ACM vai terminar a campanha daquele jeito: abandonado. Mas o que ganhou destaque no último final de semana foi a foto que ele postou no mesmo aplicativo, comendo numa quentinha trazida de casa. Mais uma vez, o comentário que viralizou é que o prefeito gosta tanto de viajar para o interior que leva até a comida de casa. “Enquanto João Roma e Jerônimo comem pastel, farofa e uma boa pimentinha de beira de estrada, Neto só prefere o rango feito em sua casa”, disparou um internauta gaiato.

SEGURO SAÚDE

Corre na boca miúda que o contrato firmado entre a prefeitura de Salvador e a Hapvida teria sido intermediado por pessoas bem próximas ao ex-prefeito ACM Neto. A comissão teria sido fora dos padrões. Uma baba de dinheiro. Implacável, o vereador Alexandre Aleluia, presidente da CCJ na Câmara, já dispõe de nome e sobrenome. Mais uma convocação vindo por aí.

JOGADA DE MESTRE

Todo mundo imaginava que a desistência de João Leão em integrar a chapa da oposição na condição de senador teria sido motivada por saúde e idade. Depois que descobriu-se que ele teria sido alvo de um pedido de busca e apreensão da Procuradoria Geral da República, negada pelo Ministro Og Fernandes, os rumores passaram a ser outros. Para assegurar foro privilegiado a partir de janeiro, o Bonitão teria de buscar um mandato parlamentar. Como as chances de derrotar Otto Alencar seriam remotas, Leão sacou seu filho Cacá e, sem consultar seus colegas do partido, o lançou como pré-candidato a senador. Se elegendo deputado federal, eventual baculejo só pode ser autorizado pelo Supremo Tribunal Federal.

PING PONG NA CCJ

Para explicar denúncias que rondam a Limpurb, Prefeituras-Bairro e acordos judiciais, a CCJ deverá intimar nessa semana Omar Gordilho, Kaio Moraes e Luciana Rodrigues, respectivamente. Os vereadores que compõem a comissão já estão com as perguntas prontinhas. Pelo que o Carrasco apurou, seriam perguntas objetivas e caceteiras. Um verdadeiro ping-pong. Detalhe: caso não compareçam, a Câmara promete medidas enérgicas e coercitivas. Não demora para os convocados correrem para o Judiciário na tentativa de impedir a convocação.

PERGUNTAS SEM RESPOSTAS

Formada pela UFBA, Luciana Rodrigues, segundo fontes do Carrasco, é uma advogada brilhante e preparadíssima. Já estaria preparando sua linha de defesa, mostrando que todos os acordos feitos sob sua supervisão foram amparados na lei. Apenas duas perguntas deixariam ela desconsertada. Para evitar complicações com certas amizades, deverá se reservar ao silêncio.

DESCONFIANÇA NA IGREJA

Um vereador de Salvador tem chamado a atenção pela indumentária classuda. Acostumado a usar ternos ultra slim do melhor estilista brasileiro do ramo, o nobre parlamentar tem sido visto com desconfiança na Igreja Batista, onde o Bispo não estaria nada satisfeito com as conversas que não param de chegar sobre a sua conduta na Câmara Municipal. Uma mera análise na evolução patrimonial sua e da família já seria suficiente para que a carreira de político seja interrompida. Fiéis já estariam praticando fogo amigo para ocupar seu posto.

DE VOLTA A PORTO SEGURO

Ainda vai dar muito pano pra manga a ação judicial que visa a cassação do mandato da vereadora Roberta Caires, acusada de infidelidade - partidária - perante o seu antigo ninho: o Patriota. Segundo especialistas ouvidos, a desfiliação amigável teria sido uma manobra para burlar a Justiça Eleitoral. Se a ação contra Roberta for julgada procedente, o comentário é que ela voltará para Porto Seguro, chateada com seu grupo político, por não ter segurado a onda no TRE. ACM Neto teria dado garantias de sucesso na Justiça. 

ENGARRAFANDO

O trânsito caótico de Salvador entrou para os trending topics da semana. Seja por conta das obras que nunca acabam ou pelo mau serviço prestado pela Transalvador. Trafegar pelas vias da capital baiana tem sido o desafio diário dos motoristas. É sabido que a prefeitura tem sido generosa com as empresas e perversa com a população. Agora, chegam também reclamações de pais de alunos e representantes dos transportes escolares. Segundo eles, enfrentar os engarrafamentos em alguns bairros como Pituba, Itaigara, Federação e Cabula, no horário de pico das escolas, garante o transtorno da rotina. Sem comando, a autarquia responsável piora a situação e traz a urgência para que o PASSO da gestão seja resolvido, antes que o caos se instale de vez. 

CORTEM AS CABEÇAS

Após este Carrasco trazer à tona a situação constrangedora de uma instituição com mais de 200 anos, o alto escalão começou a pedir misericórdia. A investigação e rastreamento que já se transformou em caso de polícia anda dando o que falar nos corredores da história de Thomé de Souza. Este, que nunca presenciou um caso assim, deve estar se revirando no túmulo para que o escândalo não venha à tona. Por enquanto, o segredo está guardado a sete chaves. 

TRAIÇÕES I

Na eleição de 2006, o ex-prefeito de Salvador Antônio Imbassahy rompe com o senador Antônio Carlos Magalhães e passa a apoiar Jaques Wagner na sua candidatura ao Governo do Estado. O ex-ministro Wagner, ressabiado desse apoio, pergunta ao então deputado Marcelo Nilo se poderia confiar em Imbassahy, e Nilo responde injustamente: "Se ele traiu seu guru e mentor político  - ACM, imagine o senhor".

TRAIÇÕES II

Passados 16 anos, a história parece que se repete. O deputado Marcelo Nilo, inimigo ferrenho do Carlismo, rompe com o grupo de Wagner e passa a apoiar o ACM genérico ao governo. Neto, também ressabiado e sem sentir confiança no novo correligionário, consulta um deputado estadual carlista que conhece Nilo há muitos e este responde: "Primeiro traiu seu compadre Jutahy Magalhães, depois traiu Wagner e Rui, que lhe deram 10 anos de presidência da Assembleia". 

PROFUNDEZAS DO INFERNO

A história do Imposto de Transmissão Inter Vivos (ITIV) parece que tem um personagem principal quando o assunto é a colheita dos frutos podres. Convidado para examinar o processo administrativo e tributário, o vereador Edvaldo Brito não poupou críticas ao ex-secretário de ACM Neto, Mauro Ricardo. À frente das finanças em 2013, Mauro aumentou os impostos e provocou toda bola de neve que circunda o tema. Para Brito, Mauro Ricardo foi “importado lá das profundezas do inferno. Esse homem fez um arraso na cidade e tornou o imposto uma coisa horrorosa". Com um projeto de lei, o vereador pretende mudar a cobrança do imposto e apagar de uma vez por todas o legado deste secretário importado da terra do capeta.

TERCEIRA DELEGACIA

Os ânimos acirrados que fazem parte das eleições começaram a ganhar destaque e são puxados por um personagem já conhecido pelos feitos: o candidato Ciro Gomes (PDT). Este, sem poupar ofensas aos adversários, entrou na seara do quem fala o que quer, ouve o que não quer. E assim foi quando ele decidiu atacar o ex-presidente do Congresso, Eunício Oliveira (MDB), que pede explicações sobre o jatinho e os apartamentos no exterior que o presidenciável anda esbanjando. Em um áudio, Eunício o chamou de "Cínico" e "Mentiroso", e fez questão de lembrar que a casa de Ciro já tinha sido invadida. Ciro, que já vem ganhando a fama de delegado da moral e bons costumes, está bem perto de provar do próprio veneno. Ainda segundo Eunício, Ciro não tem condição de ser um nome da terceira via, mas sim da “3ª Delegacia”.

O INIMIGO

Se tem um político que decidiu escolher um lado e desmerecer todo o trabalho de uma categoria, principalmente durante a pandemia, este é o prefeito de Jequié, Zé Cocá. Os enfermeiros do país conseguiram uma aprovação histórica no Congresso e garantiram o piso salarial. O presidente da União dos Municípios (UPB) se diz contra e alega que isso gera problemas financeiros para os municípios, mesmo tendo recebido emendas milionárias. O posicionamento de Cocá causou revolta na classe e até estranheza de certos prefeitos. Em Jequié, vereadores da oposição já pensam em denunciar a gestão do prefeito aos órgãos fiscalizadores. Se os malfeitos fossem evitados seria possível economizar dinheiro e criar condições para pagar os enfermeiros. Cocá, que já é chamado na cidade de Zé Cocô, acaba esticando a corda e ficando cada vez mais isolado.

BOCA NA BOTIJA

O prefeito de Simões Filho até tentou, mas não conseguiu. Querendo emplacar um contrato de R$ 42 milhões, Dinha caiu nas garras do TCM ao tentar jogar uma organização social para gerenciar o hospital municipal. Com diversas irregularidades, o certame foi logo descoberto e o prefeito denunciado. E tudo aconteceu em 2019. Há dois anos curtindo a farra, Dinha agora terá que se explicar e quem sabe devolver com juros o dinheiro público consumido nesta cartada. Estamos de olho! 

TÁ NEM AÍ

A população de Ilhéus anda chateada com o deputado estadual Pedro Tavares (União Brasil). O Carrasco recebeu diversas queixas que refletem a inércia do deputado para com o município, já que, de acordo com as mensagens, nada apresentou em benefício da cidade natal. O Carrasco tomou conhecimento, ainda, que o deputado, que tem o apelido de “Peu”, é uma nulidade na região.

EU SOU DE TODO MUNDO

Que as alfinetadas de João Roma ao seu ex-amigo e criador na disputa ao governo do estado têm ficado cada vez maiores, isso é um fato. Do lado de lá, tudo tem passado pela estratégia de não se associar a nenhum presidenciável, principalmente aquele a quem distribuiu afagos no segundo turno de 2018, com direito a abraços, e agora de quem foge mais do que o diabo foge da cruz. Nessa brincadeira toda, um dos tiros da última semana foi musical. É que sobrou para Os Tribalistas, que teve a canção "Já sei namorar" citada no ataque. "Eu sou de ninguém, eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também". Roma e Jerônimo estariam doidos para pegar ACM Neto de jeito no primeiro debate das próximas eleições. Prometem tirar o baixinho do sério.

GOSTO MUITO DE TE VER

Na coletiva que anunciou a troca de leões na sua chapa, Neto disse que o deputado federal Cacá Leão sempre foi o vice dos seus sonhos. Se isso é verdade, faz até parecer que tudo já estava roteirizado, mas alguns prefeitos e deputados do PP já se sentem arrependidos de terem seguido João Leão. 

RECADO DADO I

O ex-ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, apareceu em vídeo na sessão que homenageou o advogado e Cônsul da Costa do Marfim, Carlos Eduardo Sodré, na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). E aproveitou para exortar a sociedade a reagir contra o que ele acredita ser verdadeiras ameaças à democracia. “A democracia não atravessa os seus melhores dias. Não existe o cargo de supremo presidente da República. A democracia não tem vocação para o suicídio, para o haraquiri. Ela não pode se dispor a seu próprio funeral. A democracia tem que reagir”

RECADO DADO II

Presente na sessão, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adolfo Menezes (PSD), também mandou seu recado: “A única arma da sociedade para a mudança democrática é o voto. E é a que usaremos dia 2 de outubro, para devolver ao Brasil e a seu povo dignidade, assim como reabilitar a imagem do país no conjunto das nações”, explicou Adolfo Menezes. Ele encerrou a fala com um leve improviso, citando trecho do hino da Bahia: Com tiranos não combinam nossos corações.

ENQUADRADA

A enquadrada da semana vai para....! Para ninguém. Iria para a dupla Alan e Duda Sanches. Mas como ontem foi Dia das Mães, data festiva, O Carrasco deixará para falar de uma ação de improbidade que o deputado estadual responde no momento mais oportuno. A bomba resultará no bloqueio de meio milhão de reais. Nenhuma mãe merece ver a história contada pelo Ministério Público na petição inicial. É de arrepiar os cabelos.

Publicações relacionadas