O Carrasco

Publicado segunda-feira, 15 de junho de 2020 às 02:00 h | Atualizado em 12/06/2020, 22:40 | Autor: O Carrasco

FAROESTE ELEITORAL

Este Carrasco nunca errou. Semanas atrás divulgou que não passava pela cabeça da desembargadora Maria do Socorro um acordo de colaboração premiada. Os ventos parecem mudar de direção depois que surgiram rumores de que uma nova operação da Polícia Federal (PF) deve atingir em cheio integrantes e ex-integrantes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Socorrinho já estaria aventando tratar sobre esquema de rachadinhas e sobre funcionários fantasmas na Justiça baiana. E teria prova cabal de um colega, ex-integrante do TRE, que foi beneficiado com um assessor cruzado que nunca pisou no TJ-BA. “Por ora isso é muito pouco”, ouviu de gente graúda da PGR. Como o Carrasco não pode apurar os detalhes dessa nova batida da PF, até para não atrapalhar as investigações, se compromete então a buscar o nome desse colega que indicou o fantasminha.

BACKTRUNK NO VENTILADOR

Agora, ele pirou! Ventilou demais! Poeira branca no ar! O Backtrunk da Vitória anda comentando pelos becos e tocas que dispõe de informações valiosas sobre a operação Ragnarok, aquela deflagrada pela Polícia Civil da Bahia para investigar a compra de respiradores pelo Consórcio do Nordeste.

BACKTRUNK NO VENTILADOR I

Deixando de lado aquele jeito peculiar de disparar fake news para todos os lados, o querido Back anda mudando de estratégia. Não é que o auto-intitulado líder comunitário do corredor mais chique da cidade está tentando assediar líderes bolsonaristas, garantindo que existe “maracutaia na Saúde há muito tempo e envolve peixes grandes”. Como sabemos da seriedade do alto escalão da Sesab, só podemos crer que se trata de mais uma fofoca para tentar coagir e achacar políticos e empresários, prática que ele já está acostumado.

OS MISTÉRIOS DO HOMEM QUE LEVOU FERRO

Para quem se auto-intitulava bilionário, arrotava grandeza, colecionador de caríssimos carros importados, casas de luxo e aviões. Destilava veneno e raiva na classe política e empresarial da Bahia. Hoje, com uma mina de débitos em

bancos, condomínio, joalheiro etc..E respondendo a processos na Justiça com bens penhorados, o fanfarrão de cabeça branca e que só vestia cor do luto, comprovadamente vendedor de ilusões e cotas de minérios na lua, agora anda recluso em uma praia no Sul da Bahia, dividindo um pequeno cômodo de uma pousada e o leite com os seus gatinhos. Há quem diga que o novo negócio do Forest Gump é prospectar guaiamum na areia da praia, para quem sabe oferecer em garantia ao seus credores .

ACONTECEU O QUE JÁ SE PREVIA

Mesmo com as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) lotadas e aumento de casos ativos do novo coronavírus, a prefeitura de Ilhéus autorizou a reabertura do comércio no município. E não foi necessário muito tempo para acontecer aquilo que já se previa. As lojas em Ilhéus foram reabertas por volta das 8h e duas horas depois, como mostrou imagens da TV, as ruas estavam completamente lotadas. Restou ao Ministério Público Estadual (MPE) entrar com uma ação pedindo a suspensão do decreto municipal. E a Justiça intimou a Prefeitura para que explique sobre a decisão de reabrir o comércio. O custo deve chegar... Em vidas perdidas.

DE OLHO NOS GASTOS

E meio a pandemia do coronavírus que já ultrapassou os mais de quatro mil casos em Itabuna e provocou pelo menos 50 mortes, a população grapiuna ainda é obrigada a conviver com as incertezas em relação aos gastos da prefeitura para combater a doença. Tanto que a Câmara de Vereadores criou uma Comissão Especial de Estudos (CEE) para fiscalizar os gastos do município. “Que os casos de irregularidades sejam detectadas e a Casa tome as providências cabíveis”, disse o vereador Aldenes Meira (PSB), vice-presidente da Comissão.

NADA DE NADA EM ALAGOINHAS

Desde o início de abril, o vereador Francisco Thor de Ninha (PT) vem cobrando das secretarias municipais da Fazenda e da Saúde de Alagoinhas informações sobre a execução orçamentária destinada às ações de combate ao novo coronavírus. Até hoje, nada. “A Câmara destinou R$ 2,2 milhões de emendas impositivas para o combate e até agora nenhum plano de ação, nenhuma informação da aplicação desse recurso foi dada”, lamentou o vereador que preside a Comissão de Orçamento da Câmara Municipal”.

CANCAN DE CANDEIAS

A dança do Cancan de origem francesa chegou com força no município de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O investimento de R$ 249 mil em um carro de som contratado pela esposa do prefeito Pitágoras leva a crer que esse trio elétrico será o grande abre alas.

PAGOU A MAIS

A secretária municipal de Saúde de Alagoinhas, Maria Rosania de Souza, foi a Câmara de Vereadores para esclarecer o pagamento à Associação Saúde em Movimento (ASM), referente a quatro meses de prestação de serviços. O contrato com a entidade firmado gira em torno de R$ 950 mil por mês, só que ela pagou R$ 1,6 milhão. Dois dias antes da ida de Rosania a Câmara Municipal, a secretaria garantiu que o pagamento do valor que chamou atenção dos vereadores, de fato, ocorreu, mas visando garantir o funcionamento dos serviços essenciais de saúde. Como o Carrasco tem memória, vale lembrar que a mesma ASM não perdeu tempo e faturou no contrato com o Hospital de Campanha do Wet´n Wild no valor de R$ 30,4 milhões.

QI ALTO

Com o surgimento de novos casos e o aumento descontrolado de infectados pelo coronavírus nos municípios baianos vem chamando atenção a ausência e a incapacidade de um plano de ação e enfrentamento da crise por parte de alguns gestores. Em especial, naqueles municípios que tem à frente da secretaria de saúde titulares sabidamente despreparados e sem a mínima qualificação para o exercício da função. Sem falar nos flagrantes casos de nepotismo. Serão responsabilizados?

QUANTO FOI GASTO EM BARREIRAS?

Quanto a prefeitura de Barreiras, no Oeste baiano, gastou no combate ao novo coronavírus? Isso é que o vereador Marcos Reis (PSDB) quer saber. Em sessão na Câmara Municipal, Reis lembrou que a Lei Federal nº 13.979, a Lei

Estadual nº 14.257 determinam que os municípios devem disponibilizar, nos seus sites oficiais, um link de fácil acesso para que todos os cidadãos possam acompanhar o que foi gasto. “Porém, em Barreiras, mesmo com a criação do link, a gestão municipal não está divulgando. A prefeitura com mais de R$ 24 milhões em conta. Ou não gastou um centavo desse valor ou está gastando e escondendo da população”, disse o vereador.

DE CRÍTICO FERRENHO A DEFENSOR

Ninguém entendeu nada sobre a mudança repentina no comportamento do vereador de Salvador, Henrique Carballal (PDT). O professor pedetista sempre foi um crítico voraz do governador Rui Costa (PT). Isso, desde os tempos em que legislaram juntos na Câmara da capital baiana. Para surpresa de muitos observadores da cena política, Carballal defendeu, essa semana, a atuação do governador no combate ao novo coronavírus e afirmou serem “injustas” as críticas relacionadas à compra dos respiradores, que foram alvo da operação Ragnarok.

“O governador tem tido comportamento impecável até aqui. Não faz sentido que se critique ele quando tem demonstrado interesse em proteger o povo, o que muitos não fazem”, ponderou Carballal, que é da base do prefeito ACM Neto.

ERA TÃO DIFERENTE...

No entanto, Henrique Carballal não media palavras para alfinetar o governador, como aconteceu no Carnaval de 2018, quando o edil chegou a afirmar: “o Carnaval de Rui Costa é desempregar pessoas e desviar dinheiro da saúde, da educação e da segurança, para pagar cachês milionários para artistas”.

DESTAQUE PARA O I-G-H

Um bate boca chamou atenção nos últimos dias envolvendo o líder do PSL na Câmara dos Deputados, Delegado Waldir (GO), e o deputado Jorge Solla (PT-BA). Tudo começou após Waldir se achar no direito de chamar a Bahia de “lixo”. Após o insulto do ex-bolsonarista, Solla tratou logo de defender seu Estado e deu uma leve resposta em suas redes sociais. Mas, como já diz o ditado: quem fala o que quer, ouve o que não quer. E assim foi feito. Mas na tréplica, o nsano, G ladiador e H istérico delegado não poupou adjetivos contra Solla: “Caboclo Safado”.

SANTA CASA DO AVESSO

A Santa Casa da Misericórdia da Bahia sempre foi vista como uma referência em atendimentos e no bom trato nas suas relações. Mas chega para este Carrasco que depois que mudou o provedor as coisas não andam nada bem por lá. Mudou-se tudo. O que antes era sinônimo de qualidade já está se tornando uma constante nos bastidores: chefe novo de nariz em pé e cliente reclamando de que Santa a Casa já não tem mais nada.

CENTRÃO É O BICHO-PAPÃO

A ANTT nos primeiros anos do Governo Bolsonaro foi alvo de uma disputa acirrada entre o Presidente do Senado Davi Alcolumbre e o Ministro dos Transportes Tarcísio Freitas. Briga tão acirrada que até agora as duas vagas em aberto continuam sem preenchimento. Mas pra surpresa geral, a Diretoria-Geral da Agência deverá ser confiada ao novo Primeiro-Ministro da Câmara dos Deputados, Arthur Lira.

CÂMARA DOS DEPUTADOS PARLAMENTARISTA

Apesar de possuir Presidente, a Câmara dos Deputados parece ter abandonado de vez o perfil presidencialista. Agora, o cochicho no cantinho do Plenário da Casa é que o Presidente continua sendo Rodrigo Mais mas o Chanceler chama-se Arthur Lira. 

REPETECO

Depois de algumas conversas reservadas com as mais proeminentes figuras do Judiciário, o Presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, esbanja semblante sereno e tranquilo. O parlamentar do longínquo Amapá demonstra imensa confiança de que o Judiciário irá deferir medida que o permita buscar a tão sonhado reeleição.

SE PUXAR O FIO...

A multinacional petroquímica Braskem tem dito orgulhosa que foi a primeira empresa brasileira a se enquadrar em uma leniência e sair dela com aprovação de ter adotado as devidas práticas de compliance e anticorrupção. O problema será se por um acaso vier à tona velho assunto escondido das autoridades.... a atuação de um certo advogado de nome italiano, cujo parente em primeiro grau trabalhou nos arredores mais íntimos da Dona Dilma. A petroquímica contratava os trabalhos do advogado para propor e implementar “soluções legislativas”. Em seguida, obra do acaso, Medida Provisória magnânima surgia do pó e resolvia pepino de centenas de milhões da petroquímica....

Publicações relacionadas