adblock ativo

O Carrasco

Publicado segunda-feira, 17 de maio de 2021 às 06:00 h | Atualizado em 16/05/2021, 18:38 | Autor: O Carrasco
Os bastidores da política baiana passam por aqui
Os bastidores da política baiana passam por aqui -
adblock ativo

MENSALÃO DO FERNANDÃO

O senador Fernando Bezerra e seu filho prefeito já podem, de novo, pedir música no Fantástico. Em reportagem da revista digital Cruzoé da semana passada, detalhou-se os repasses a seus intermediários e agentes. A matéria disse: “Recursos enviados para a base eleitoral do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, foram parar em empresas de um irmão dele e de um amigo íntimo da família”. Não tem jeito. Sempre que aparece um escândalo os políticos dessa “famiglia” tá dentro.

ATUAÇÃO SUSPEITA

Logo depois que o Fundo Mubadala iniciou as tratativas para aquisição da Refinaria Landulpho Alves, a Petrobras começou uma série de estudos técnicos para apurar o tamanho do passivo ambiental deixado nos Municípios de São Francisco do Conde, Candeias, Madre de Deus e até Salvador, considerando a proximidade das Ilhas de Maré e Frades, cujo branqueamento dos corais já vem sendo objeto de estudos por pesquisadores da UFBA. A Petrobras, maior interessada no assunto - segundo informações que chegam a esse Carrasco, o Mubadala teria contigenciado 30% do 1,6 bilhão de dólares -, tentou obter laudos minimizando os impactos ambientais das operações. Ao noticiar ser gigantesco o passivo ambiental, um servidor de carreira foi retirado da função por não atender as determinações nada republicanas da chefia, sendo escalada para o cargo uma senhora de nome Guiomar Alexandra Santiago. Segundo outras informações obtidas pelo Carrasco, essa nova Gerente Setorial, que é técnica em meio ambiente na RLAM, estaria, supostamente, assinando laudos completamente dissociados da verdade, tudo a fim de que o valor contigenciado seja inteiramente garantido à Petrobras, deixando a natureza a ver navios. Caso clássico em que os Ministérios Públicos Federal e Estadual deviam atuar rapidamente.

PERGUNTAR NÃO OFENDE I

Sem perder tempo, leitores do Carrasco que vasculham os Diários Oficiais, trouxeram para esta coluna o desafio de esclarecer os contratos de algumas empresas. Chega a informação de que a Manupa Comércio, Exportação, Importação de Equipamentos e Veículos Adaptados Eireli fechou recentemente um belo contrato no valor de R$ 7.310.000,00. São mais de sete milhões para a aquisição de veículos automotores. Mas a pergunta que não quer calar é se esta é a mesma Manupa que no ano passado foi acusada de vender respiradores superfaturados, com valores chegando a R$ 175.000,00, cada um. A empresa emplacou oito respiradores e abocanhou um milhão e quatrocentos mil.

PERGUNTAR NÃO OFENDE II

Outra que aparece na lista é a Avansys Tecnologia LTDA. Esta adquiriu também um contrato completo, oferencendo todos os serviços que pôde, no valor que ultrapassa os R$ 359 mil. O detalhe que se busca esclarecer é se esta Avansys é aquela envolvida no escândalo do Gisa - sistema que oferecia solução para agilizar atendimentos em saúde e permitir rápido acesso a documentos de pacientes nas unidades de saúde na Prefeitura de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Por lá, a Avancys fazia parte do Consórcio Contisis, acusado pelo MPF, com auditoria da CGU, de gerar prejuízo ao erário, além de haver supostos favorecimentos, fraudes e falhas da licitação até o cumprimento do contrato. O Gisa recebeu investimento de R$ 8,1 milhões em recursos do Ministério da Saúde e seria desenvolvido pela Contisis.

ALAGOINHAS NA UTI

A cidade de Alagoinhas vive o pior momento da gestão em sua Saúde Pública. Chegam a este Carrasco inúmeras denúncias do descaso da administração. Em seu quinto ano de gestão, o prefeito que também é médico, não consegue garantir o mínimo de atenção básica da Saúde. Dizem por lá que a dobradinha com a secretária atual vai de mau a pior e que as falhas estão custando vidas.

PREFEITO FUJÃO II

Depois que esse Carrasco relembrou o caso em que um prefeito foi “interceptado nos corredores do Tribunal de Justiça da Bahia e encaminhado no camburão para o xilindró da Polinter, escoltado por dois carros da Assistência Militar do TJ-BA”, não é que a carapuça caiu em dois alcaides que andaram se queixando? Para colocar os pingos nos “is”, o Carrasco esclarece que Tito Eugênio (PP), de Riacho de Santana, foi preso pela Policia Federal no âmbito da Operação Imperador, enquanto que o gestor efetivamente grampeado pela Polícia Civil, nos corredores da Corte baiana, foi Bêda (MDB), de Ubaitaba. Segundo fontes que avalizam pelo chefe da cidade localizada ás margens do Rio de Contas, ele teria comentado que “aquelas eram coisas do passado e que agora o trato com a coisa pública seria de forma mais transparente”. Quanto a fugir de seus compromissos políticos, já que as eleições se aproximam, Bêda permanece inerte. Haja óleo de peroba!

SÃO BENTO

E não é que o tal São Bento de Ilhéus, que já foi Santo em Uruçuca, depois de ser sido acusado de criatório de menudo e ter parado em Delegacia de Polícia, não satisfeito, agora dizem que botou olho e mão grande na Educação de um município co-irmão? O Carrasco tá avisando! Isso não vai acabar bem. Respeite as minas!

CONTRA O PATRIMÔNIO

Um vereador de Feira de Santana, por nome de 'Zé Curuca', membro da Comissão de Constituição e Justiça, assinou parecer que é contra a tramitação de projeto tido como "inconstitucional". Só que quando o parecer do projeto foi votado no Plenário da Câmara, o próprio vereador votou contra o documento, que foi assinado por ele. Haja incoerência!!!

MAIS UMA?

A instauração de outra Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara Municipal de Feira de Santana foi proposta pelo vereador Jhonatas Monteiro (PSOL). Desta vez, seria para investigar a situação do transporte coletivo no município. O vereador alega e só o cego não vê, que a situação caótica do transporte público é sofrível e a população pena há algum tempo.

ALÔ, PATRONATO

Em estado de greve e sem reajuste desde 2020, frentistas dos postos de combustíveis de Salvador e Região Metropolitana podem parar a qualquer momento. De acordo com o sindicato, a iniciativa do indicativo é para mobilizar o patronato a buscar atender as reivindicações. Enquanto o lucro pra os donos de postos e distribuidoras não para de crescer, para o bolso dos consumidores o valor a pagar fica ainda mais alto e para os trabalhadores a conta não fecha.

NA FILA

O PP tem ganhado espaço no governo Rui Costa no jogo das cadeiras do secretariado nas últimas semanas, mas ainda quer mais. Nesta quinta-feira, 13, o deputado federal Cacá Leão (PP) brincou durante Webinar do Grupo A TARDE com o senador Jaques Wagner. Ele disse que se não fosse o petista o candidato ao Palácio de Ondina em 2022, esse posto seria do colega de partido Zé Cocá (PP), presidente da UPB e prefeito de Jequié. No entanto, mal terminou a frase e a experiente deputada Lídice da Matta (PSD) lembrou a Cacá: "Tem gente na fila!". Wagner, com a lucidez que lhe é peculiar, concordou.

FORA DE COGITAÇÃO

Chamou a atenção um ofício recente da Defensoria Pública ao secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, para pedir o não fechamento de hospitais de campanha. "Está pedindo algo que ninguém cogitou fechar", ironizou Vilas-Boas. Na peça, ao justificar o pedido, a Defensoria diz que "recebeu a informação de pequenos comerciantes sobre o fechamento de alguns hospitais de campanha".

QUER DISTÂNCIA

Por causa da Covid-19, o prefeito Bahia (PSC), de Varzedo, gravou um vídeo para pedir aos habitantes do município que evitem ir a cidades próximas, como Santo Antônio de Jesus, Castro Alves e Amargosa. “Só vão em caso de necessidade, para a gente evitar trazer para o nosso município", diz. Amargosa e Santo Antônio, inclusive, integram uma lista de 31 destinos não recomendados pela Sesab, já que nestes municípios foram confirmados casos da P.1, a variante de Manaus.

IRIA FICAR RUSSO

Um diálogo um tanto inusitado ocorreu na última terça-feira, na CPI da Covid, entre o senador baiano Otto Alencar (PSD) e seu colega de partido, Omar Aziz, presidente da comissão. A comissão escutava o presidente da Anvisa, o almirante Antonio Barra Torres, e Otto aproveitou o ensejo para tratar da negativa da agência reguladora à vacina de origem russa, Sputnik V, explicando que sua defesa do imunizante nada tinha a ver com os russos e suas querelas geopolíticas. Súbito, Otto afirmou que se estivesse na Rússia iria fazer oposição ao presidente Vladimir Putin, a quem Otto chamou de ditador. O senador Aziz, bom entendedor de prisão, que já teve três irmãos e sua esposa encarcerados por corrupção, atalhou: “Vossa excelência já teria sido preso…”, ao que Otto respondeu, triunfante: “Tem problema, não. Uma prisão por patriotismo não me causa nenhum dano”.

SHEIK DO SUBÚRBIO

Tido como o “Sheik” dos votos do Subúrbio Ferroviário de Salvador, o ex-deputado Marcos Medrado (PP) vai tentar retornar à Câmara Federal. A última vez que assumiu um mandato foi em junho de 2017, quando, filiado ao Solidariedade, preencheu a vaga do então deputado federal Antônio Imbassahy (PSDB). Medrado era o segundo suplente e se tornou deputado após desistência do então vice-prefeito e atual gestor de Feira, Colbert Martins (MDB). No pleito de 2018, tentou o sexto mandato, mas obteve apenas 46.905 votos, dez mil votos a menos do que os 56.230 obtidos em 2014. Na semana passada seu nome circulou nas rodas com uma possível participação no governo Rui, como novo presidente da Junta Comercial da Bahia (Juceb), órgão vinculado à SDE, do PP. Mas disse que não pretende assumir cargo nenhum: “Já tenho pessoas ajudando a cuidar do governo, tem meu filho [Diogo Medrado], na Bahiatursa, ajudando o governo. O que vou cuidar agora é da minha candidatura”.

ENQUADRADA

Nessa edição a enquadrada vai para aquele que irá tomar um flagrante político ao vivo. A pretexto de propagar notícias em tempo real, um determinado site tem blasfemado contra empresários, políticos e até autoridades públicas. Comentam-se que o mesmo teria sido criado por um cidadão dissidente de outro famoso apresentador igualmente sem reputação para achacar pessoas de bem. Para se livrar de ações cíveis, o site estaria hospedado fora do Brasil. Sem problema: se não pegarem no financeiro, a prisão por tentativa de extorsão será em flagrante e a cores, tal como se deu com o dono de um site que não prometia ser ao vivo, mas se dizia ser de pura política. SSP avisada!!

adblock ativo

Publicações relacionadas