adblock ativo

O Carrasco

Publicado segunda-feira, 05 de julho de 2021 às 06:00 h | Atualizado em 04/07/2021, 16:53 | Autor: O Carrasco
Os bastidores da política baiana passam por aqui
Os bastidores da política baiana passam por aqui -
adblock ativo

(MAIS) PROBLEMA À VISTA

Parece que o gato subiu de vez no telhado, ou melhor, na ponte Salvador - Itaparica. Em junho de 2016, o Inema concedeu, na “calada na noite”, uma licença prévia da dita obra, justamente no período em que o governo federal tinha acabado de ser assumido por Michel Temer. Depois de cinco anos com os bonitões embromando o povo, a controversa licença venceu no último dia 11 de junho e dessa vez não haverá moleza. Diferente de 2016, municípios atingidos direta ou indiretamente não abrem mão de ser ouvidos previamente. Além disso, informações obtidas pelo Carrasco dão conta da movimentação de parlamentares da oposição e vereadores anti-petistas exigindo audiências públicas para tratar dos impactos sociais, ambientais e urbanísticos. Tem mais um detalhe, o Conselho Gestor da APA da Baía de Todos os Santos, hoje constituída provisoriamente por força de decisão judicial, deverá ser ouvido e o que se comenta é que o Estado não terá a “facilidade” de outrora. Será também uma boa oportunidade para os Ministérios Públicos Federal e Estadual mostrarem independência. “我们非常关注所有障碍. 我们几乎要放弃这座桥了”, teria desabafado um executivo chinês que acompanha o desfecho do caso.*

VAIAS E PROTESTOS

No sábado passado, o senador Jaques Wagner cumpriu agenda na Chapada Diamantina. Esteve acompanhado do governador Rui Costa e de Otto Alencar, prestigiando a inauguração da nova sede do Consórcio Chapada Forte, na cidade de Andaraí. Chamou atenção a ausência do vice-governador e também postulante ao cargo de governador, João Leão. Segundo corre na rádio povão, Rui Costa já teria pedido para no próximo evento político que irá ocorrer na região do rio São Francisco, Wagner e Otto não se façam presentes, haja vista que eles vêm sendo acusados pelos cidadãos das cidades banhadas pelo rio, de serem os “traidores do Velho Chico”. Com a polêmica instaurada e o receio de vaias e faixas de protestos, quem está sendo escalado para acompanhar a missão oficial é Cacá Leão, que se mostrou um deputado realmente preocupado com a situação hídrica daquela região. Otto Filho, nem pensar. Votou duas vezes contra a revitalização do São Francisco e lá é persona non grata. Seria vaia na certa. Será que é isso mesmo ou já é fogo amigo de Rui para prestigiar o Bonitão em sua corrida de ser o cabeça de chapa na eleição de 2022, em detrimento de Otto e Wagner?

BACKTRUNK

Ele até que andava sumido. Tinha decidido mergulhar, mas agora está se borrando de medo da Justiça americana. Como ele mesmo dizia, na América o Judiciário “é implacável”. Andou acusando gente séria e tendo que depor perante um juiz da Flórida, pode ser condenado à prisão por crime de perjúrio. Desesperado com a situação e se sentindo abandonado pelo seus ex-companheiros da esquerda, o morador do Corredor mais chique de Salvador volta a ameaçar autoridades políticas, delegados e até desembargadores, com delações fajutas e fake news. Vá em frente BackTrunk, sua credibilidade é zero. Um verdadeiro rato de esgoto.

COMPLIANCE DE CONVENIÊNCIA

Uma certa construtora que opera na região metropolitana de Salvador e especializada no Programa Minha Casa Minha Vida, recentemente ganhou muitos desafetos sob alegação de que tem um compliance rigido e que tem ações na bolsa, por isso não poderia aTENDer contrapartidas solicitadas por uma prefeitura, visando combater o coronavírus. Contudo, fontes do Carrasco deixaram claro que a referida construtora usa desse compliance só quando é da sua conveniência, pois, o que se comenta no mercado é que trabalhar para esta empresa, seja como empregado seja como prestador de serviços, é ter que aceitar ser assediado todos os dias. O Carrasco avisa: essa Construtora deve ficar aTENta, pois vem chumbo grosso por ai.

NÃO TEM MAIS DESCULPA

Já estão completos os 180 dias de gestão dos prefeitos que venceram na última eleição. Até ontem, a grande maioria choramingava enquanto aproveitava a sombra do ex para justificar os não feitos nas prefeituras. Com o apoio da pandemia, cada um usou a desculpa que pôde para não ser cobrado. Mas agora já deu. Já deu, inclusive, tempo de arrumar a casa, as contas, aprender a combater a Covid e começar a trabalhar de verdade. Por aqui, desculpa não cola e a população quer ver resultado. O Carrasco vai acompanhar um por um e se tornar o fiscal daqueles que ainda pensam que vão aproveitar a mamata!

ASFALTO SONRISAL

Este apelo que chega ao Carrasco é da população de Jequié que, desta vez, veio reclamar do “protótipo” de asfalto que a prefeitura anda colocando na cidade. No bairro de Eldorado a situação está tão crítica que os carros já não podem passar e é possível pegar o asfalto com a mão. Em dias de chuva, o material escorre pela via. Cocá Cocá, por onde tu andas prefeito? Dizem por lá que para ele é a UPB no céu e Jequié num Corcel.

EDUCAÇÃO SEM PRIORIDADE

O Carrasco também quer saber o porquê da realização de um processo seletivo temporário, com provável contratação pelo Reda, para preenchimento das vagas de professores da rede municipal de ensino, em Feira de Santana, já que existem aprovados do concurso de 2018 que ainda não foram convocados. Na guerra entre maioria da Câmara x Prefeito, tem vereador questionando também quantas aposentadorias foram concedidas e qual o quadro de professores efetivos da rede municipal.

PAGANDO O PREÇO

Altos gastos na contratação de servidores temporários, visto que teria se deixado de lado a realização de um concurso público. Está aí um dos motivos da ex-prefeita de Dias D'Ávila, Jussara Márcia do Nascimento, ter as contas relativas ao exercício de 2019 rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios. Gastos que, naquele ano, atingiram o valor total de R$23.685.711,66. O resultado também foi uma pequena multa de R$6 mil, por causa das irregularidades. Sinceramente, achamos até que foi pouco.

IBICUÍ, O MAU EXEMPLO

Quem pensa que pode passar a perna nos contratos e ficar por isso mesmo, se engana. Em Ibicuí, os prefeitos andam fazendo história de má conduta e não prestação de serviços junto à Conder. Por isso, o TCE determinou que a Companhia notificasse dois ex-prefeitos e o atual gestor, além de pedir o encerramento do acordo. Eles terão que devolver o dindin em até 30 dias, após os danos causados. Fica o recado aos prefeitos: se vacilar, tá fora!

CARTEL EM CONQUISTA

Se é motorista e vai precisar passar por Vitória da Conquista, já chegue lá de tanque cheio. Os altos preços do combustível chamaram a atenção do MP. Além da cidade se destacar por estar tratando o produto como ouro, o inquérito civil que foi aberto investiga a existência de um suposto alinhamento de preços. Chega a este Carrasco informação de que desta vez a apuração já tem alvo certo e que os protagonistas envolvidos não vão escapar.

PAM PAM PAM

Com um valor de R$ 53 milhões, a empresa Consórcio PAM arrematou o contrato de co-gestão do presídio de Brumado. O que chama a atenção é que este valor está abaixo do que foi pedido pela SEAP. Sem uso desde a inauguração, em 2011, a estrutura tem a capacidade para 531 detentos e se tornou um elefante branco no Centro Sul da Bahia. Ganhando das duas concorrentes que também participaram do certame, a pergunta que não quer calar é se a PAM fará alguma mágica para abrir as portas do presídio ou por trás da aquisição ela vai tirar algum coelho da cartola. Estamos de olho!

VESPEIRO

A PJ Construções e Terraplanagem mais uma vez vem à tona com as suas peripécias. Agora, suspeita-se que a empresa está com envolvimento na Justiça e pode sair metralhada no meio do bang bang do faroeste. Cuidado PJ. Essas façanhas estão para vir à tona.

CADÊ O CAPITÃO?

Estranho o sumiço do capitão Alden (PSL). Se mostrava tão atuante nas Comissões, pelo menos na teoria, e agora saiu totalmente dos holofotes. Estaria sendo orientado para que não fale pelos cotovelos, sem provas, e não tenha que passar por um processo de cassação? O Conselho de Ética da ALBA está bem atento.

APESAR DOS PESARES

Apesar dos auspícios de aliados e até opositores, o prefeito Bruno Reis disse que poderia tá mais feliz na condição de gestor da capital baiana. “Eu peguei uma enorme barra. Quando me elegi, a pandemia estava praticamente controlada. Mas a situação mudou completamente”, disse. Contudo, apesar dos pesares, a avaliação é que o sucessor de ACM Neto tem feito um bom trabalho à frente da prefeitura e cresce os rumores sobre o tamanho da ambição política do prefeito.

SÓ PARA DISTRAIR

O prefeito Bruno Reis foi vacinado nesta semana e, no ato, recuou diante da seringa, afetando um medo infantil: “Conversem aqui comigo para eu me distrair”, brincou. A enfermeira que aplicou o imunizante, por coincidência, se chamava Bruna, ao que o gestor atalhou: “Até nisso dei sorte – a vacinadora é minha xará”. E todos riram.

DE OLHO NAS CONTAS

A Câmara Federal aprovou no Dia de São João, o projeto que torna elegível o prefeito que tiver contas rejeitadas por irregularidades graves, mas que apenas tenha recebido multa de Tribunal de Contas. Na Bahia, 24 de junho é feriado, mas, surpreendentemente, a votação contou com a presença de 33 dos 39 parlamentares baianos. Desses, 30 votaram a favor.

NOVOS CÁLCULOS

Com prefeitos liberados para disputar as eleições proporcionais ano que vem e com dinheiro para bancar uma campanha de deputado cada vez mais cara, mesmo que não seja eleito, seus votos serão somados aos demais votos do partido. O problema é que se o Distritão passar a valer, esses mesmos prefeitos, muitos deles com bala na agulha e com sede do poder, vão é tomar as cadeiras.

NA BOCA MIÚDA

A atuação do Ministério Público estadual (MP-BA) na vacinação dos jornalistas tem provocado comentários nos mundos jurídico e empresarial por similaridade com outro caso recente: o do acordo entre prefeitura e Consórcio Parques Urbanos (CPU) em torno do aeroclube. A semelhança apontada é que, em ambos os casos, o MP-BA foi além de sua competência e agiu de forma no mínimo questionável. O caso do aeroclube, inclusive, já chegou até ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), órgão que fiscaliza a atuação dos MPs. Agora, dizem que a “rixa” com jornalistas pode reforçar o argumento de competência extrapolada pelo MP-BA.

FREIO

Em meio a este debate, voltou a circular entre líderes empresariais e jurídicos um artigo escrito no início do mês pelo presidente da Associação Bahiana de Imprensa, Ernesto Marques, que utilizou palavras duras ao se referir ao MP-BA. O trecho destacado nas conversas é o seguinte: “engravatados arautos da moralidade e justiceiras de scarpin arvoram-se ao poder de interferir em quase tudo”. O comentário é que passou da hora de alguém “frear os abusos do MP-BA”. A conferir!

ENQUADRADA

Dessa vez o ortopedista passou dos limites e tem de ser enquadrado. Depois dos sucessivos episódios de falta de educação, agressões, grosserias e verborragia, o senador Otto Alencar vociferou para o advogado Alberto Zacharias Toron, que no exercício da defesa do empresário Carlos Wizard, durante sessão da CPI da Covid, foi vítima de brincadeirinha jocosa e abuso de autoridade. Deu no Uol:

Toron acompanhava seu cliente, Carlos Wizard, na sessão da CPI, quando foi atacado pelo senador Otto Alencar (PSD-BA). Ele criticou o fato de Wizard permanecer em silêncio, direito garantido a ele por decisão do Supremo Tribunal Federal. O senador disse que Wizard "amarelou" na comissão e se dirigiu a Toron para afirmar que ele estava "corado" e que parecia ter "tomado banho de mar". Toron apenas respondeu que o senador estava errado, mas foi interpelado por Otto Alencar, que rebateu: "Não dei palavra ao senhor. O senhor está vermelhinho e ele amarelou."

O advogado, então, disse que Alencar tinha se referido a ele, mas não quis receber uma resposta. "Se gostei ou deixei de gostar, problema meu. O senhor se referiu a mim e não quer que eu responda. Isso é covardia", afirmou. Nessa altura, o senador ameaçou chamar a Polícia Legislativa para retirar o advogado da sessão. "Não pode me chamar de covarde aqui não. Eu mando lhe retirar daqui. Polícia Legislativa para tirar esse senhor daqui. Tira agora. Ou senhor pede desculpa ou lhe tiro agora", ameaçou Alencar. Para um informante do Carrasco que conhece bem o ortopedista, essa estresse todo se deve a problemas envolvendo organizações sociais da área de saúde. Take it easy companheiro.

*tradução: “Nós estamos muito preocupados com todos os entraves. Estamos quase desistindo dessa ponte”.

adblock ativo

Publicações relacionadas