Exposição celebra o elo Brasil-Portugal

Publicado quinta-feira, 08 de outubro de 2020 às 06:06 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Miriam Hermes e Redação | [email protected]

A união Brasil-Portugal ganha importante reforço no cuidado com a memória de Thomé de Sousa, por sua importância para a compreensão da história da colonização lusitana do nosso país, que foi iniciada na Bahia.

A localidade de São Pedro de Rates, situada no município de Póvoa de Varzim, ao norte de Portugal, inaugura hoje a exposição sobre o navegador, em cartaz até o dia 8 de novembro.

O visitante, devidamente protegido com máscara e tomando a distância regulamentar para evitar infecção e propagação do novo coronavírus (Covid-19), poderá apreciar a edição de livros de autores portugueses e brasileiros, selos comemorativos, fotos e mapas.

– É uma ótima oportunidade para divulgar a história de Salvador e de Thomé de Sousa. Muitos portugueses não o conhecem – afirma o jornalista e pesquisador baiano Flávio Novaes, curador da exposição.

Aproximação – Novaes acrescenta a oportunidade de aproximar Salvador e Rates a partir de parcerias envolvendo culturas e pesquisas históricas, considerando ter sido Thomé de Sousa o fundador da primeira capital do Brasil.

A exposição marca mais uma etapa do projeto para homenagear o militar português enviado pelo rei D. João III, em 1549, com o objetivo de dar início ao governo geral na então colônia, liberta somente em 1822.

– São as personalidades aquelas que definem um território, mantêm a filosofia de vida, caracterizam uma sociedade e são referenciais importantes, quase definidores da mentalidade de uma comunidade – explica Paulo Sá Machado, comissário de cultura de Rates.

“É um orgulho, uma

satisfação que eu tenho

de dizer a essa

imprensa maravilhosa

nossa, que eu não

quero acabar com a

Lava Jato... Eu acabei

com a Lava Jato,

porque não tem mais

corrupção no governo”

Jair Bolsonaro, presidente, ontem no lançamento do “Voo Simples”, que visa à redução de custos na aviação

Rali solidário

Uma disputa de rali com objetivo de atropelar a fome ampliada pelos efeitos da pandemia vai tomar Salvador. Trata-se da primeira edição do Desafio Solidário de Regularidade, organizado por distribuidora de combustíveis disposta a abastecer a dispensa das pessoas com alimentos não perecíveis e itens de higiene pessoal. Para inscrição na prova nas modalidades on-road e off-road, em trajeto alternativo, basta doar 20 quilos de comida e 10 itens de higiene pessoal e preencher o formulário no site cutt.ly/0f45j8S.

Os trajetos serão comunicados por meio de aplicativo e haverá uma videoconferência amanhã no YouTube da promotora do evento – a Petrobahia – para tirar as dúvidas dos competidores. O período da prova vai deste sábado ao outro, 10 a 17 de outubro.

POUCAS & BOAS

Seis mulheres escritoras e independentes, residentes do Vale do São Francisco – região que margeia o Velho Chico –, lançaram seu primeiro videobook “Vozes – Mulheres: além das margens”, cujo projeto foi aprovado na 8ª edição do Calendário das Artes 2020, promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secult-BA. Participam do trabalho Bia Camélia, Hannah S. Lima, Milena Santos, Pók Ribeiro, Ruthe Maciel e Yasmin Rabelo. Criado em 2017 o coletivo “Vozes – Mulheres: além das margens” é coordenado pela poeta e membro Pók Ribeiro, abrindo espaço para suas criações por meio de saraus, mesas/debates e outros eventos literários. Acesso no link https://youtu.be/a-6w0gYABXE.

Em Juazeiro a Secretaria de Saúde começou esta semana a testagem em massa para rastrear e prevenir a propagação do novo coronavírus (Covid-19), com exames de Swab rápido antígeno (nasofaringe). O trabalho foi deflagrado no Mercado do Produtor, onde prossegue até amanhã. Na próxima semana a ação acontecerá nas unidades básicas de saúde dos bairros e distritos.

O combate ao desmatamento em área de preservação permanente (APP) foi intensificado ontem no município de Camaçari, com as equipes da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur), em parceria com outros órgãos municipais, além da Polícia Militar e da Polícia Civil. O foco foi a região do entorno do Polo Industrial, local conhecido como Cinturão Verde, nas proximidades da comunidade de Beira Rio.

Publicações relacionadas