Protocolo visa mais energia pelo vento

Município de São Gabriel recebeu investimento de R$ 1,5 bilhão em geração de energia eólica

Publicado domingo, 10 de julho de 2022 às 00:00 h | Atualizado em 09/07/2022, 18:10 | Autor: Da Redação, com Miriam Hermes
Previsão é de gerar 230 empregos na fase de operação e mais 4 mil postos de trabalho na construção das centrais
Previsão é de gerar 230 empregos na fase de operação e mais 4 mil postos de trabalho na construção das centrais -

Famosa por suas cantorias, principal manifestação cultural do município de São Gabriel, na região central do Estado, este ano há mais motivo de alegria para seus cerca de 20 mil habitantes, com anúncio de investimento de R$ 1,5 bilhão em geração de energia pelo vento.

Expressão derivada do deus do Vento Éolo, da Grécia Antiga, a energia eólica tem previsão de gerar 230 empregos na fase de operação e mais 4 mil postos de trabalho na construção das centrais.

Por enquanto, o projeto está na fase do protocolo de intenções, assinado entre os gestores da empresa Voltalia Energia do Brasil e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

– A Voltalia encontrou na Bahia todos os atributos para a geração de energia limpa, contribuindo consideravelmente para a mudança da matriz energética da qual o Brasil tanto precisa, deixando de lado fontes poluentes e que acabam com as riquezas naturais do país –  afirmou Ariana Machado, gerente do Departamento Fundiário e de Comunicação Social da Voltalia.

A “energia limpa” à qual se refere Ariana Machado vem sendo pesquisada por professores da Universidade do Estado da Bahia, reunidos no movimento Salve Serras.

A equipe de estudiosos publicou o trabalho O Cárcere dos Ventos, com a proposta de sugerir investimentos para maiores cuidados dos parques eólicos com as nascentes dos rios e a proteção de espécies de aves e morcegos.

Estes animais, importantes para o equilíbrio ambiental, por serem polinizadores da flora, não teriam como defender-se dos equipamentos de produção de energia, ao morrerem moídos devido à colisão seguida da sucção pelas hélices, como poderá ocorrer em Canudos e Ourolândia, outros municípios a receberem as máquinas nos próximos anos. 

 Saúde Indígena

Moradores de Ponta Grande, no litoral norte de Porto Seguro, recebem amanhã o Mutirão de Saúde Indígena, com a participação de especialistas em diversas áreas, exames e procedimentos. A programação vai até quarta-feira, com expectativa de atender cerca de 1 mil indígenas. Com apoio de voluntários, o evento é organizado pela prefeitura em parceria com a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e o Ministério da Saúde.

Animais recuperados

A Reserva Particular do Patrimônio Natural Lontra,  entre os municípios de Entre Rios e Itanagra, recebeu 62 animais recuperados pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas).

Cuidados com as varizes

Por conta de menor incidência de raios solares, entre junho e setembro há mais segurança para a fase pós-cirúrgica no combate a varizes, aumentando a demanda pelos médicos angiologistas. Derivado do grego angos, “vaso” em português, é assim mesmo, no diminutivo, “vasinhos”, como se podem nomear as irregularidades por conta das manifestações de insuficiência venosa crônica.

– Nessa época do ano chove mais e as temperaturas baixam um pouco. Ainda que não tenhamos um inverno severo, as respostas aos tratamentos costumam ser melhores sobretudo pela adesão dos pacientes, reduzindo chances de manchas – afirma a médica Giulianna Chiacchio, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

Segredos da Sefaz Salvador

As últimas semanas têm sido marcadas por denúncias de assédio moral e sexual que partem dos chefes para com os seus subordinados. Entre estes escândalos está o da Caixa Econômica Federal. O presidente do banco, Pedro Guimarães, pediu demissão depois de uma série de denúncias de assédio sexual e moral. O caso revelou um ambiente de trabalho perigoso, especialmente para as mulheres. 

Mas, o que parece estar distante de nós, pode acontecer bem aqui ao lado. Desde março deste ano, o assunto assédio vem rondando os corredores da Sefaz Salvador. A secretária municipal da Fazenda, Giovanna Victer, foi acusada de ameaçar servidores de demissão, promover perseguição institucional e constrangimento. 

A denúncia de assédio moral chegou, inclusive, até o Sindicato dos Jornalistas da Bahia – Sinjorba, já que um dos servidores era uma jornalista. O assunto, que parecia estar adormecido e que não teve nenhum posicionamento público por parte da Prefeitura, ganha agora novos capítulos.

Nnono– O assunto voltou à tona porque dois servidores da Sefaz relataram ao jornal A TARDE, sob condição de anonimato, que estariam sendo persuadidos pela secretária Giovanna Victer a indeferir ou engavetar processos administrativos de compensação tributária, mesmo aqueles que possuem parecer da procuradoria a favor do contribuinte. “A ordem aqui é minha e pouco importa o parecer, portanto o senhor faça o que eu mando, se não quiser ir para a geladeira”, teria gritado Victer a um subordinado. Geladeira, para os servidores da secretaria, é o corredor.

Publicações relacionadas