adblock ativo

O Mexicaníssimo Jalisco

Publicado terça-feira, 06 de novembro de 2018 às 11:37 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Texto e foto: Carlos Morais | [email protected]
Lago Chapala é o maior lago de água doce mexicano
Lago Chapala é o maior lago de água doce mexicano -
adblock ativo

Na terceira e última reportagem sobre o mais mexicano dos Estados mexicanos, onde A TARDE esteve a convite do Conselho de Promoção do Turismo do México, apresentaremos a parte final da viagem à Jalisco, na maravilhosa Riviera Chapala, localizada não à beira-mar, mas às margens do Lago Chapala, o maior lago de água doce mexicano, com 1700 quilômetros quadrados de superfície, cercado de belas montanhas e a incrível Teuchitlán e o sítio histórico de Guachimontones.

Saindo do excelente Hotel Presidente Internacional Guadalajara, o grupo partiu rumo à Riviera Chapala, mais precisamente a pequena cidade de Mezcala de la Asunción, localizada a cerca de 48 quilômetros de Guadalajara, de onde se parte para a chamada Isla del Presídio. Após um pequeno trajeto de barco até a ilha, aporta-se nas antigas instalações do que foi inicialmente uma posição de resistência indígena às forças de ocupação espanhola durante a guerra da independência, em 1812, e que evoluiu até se tornar um presídio e dar o nome pelo qual a ilha é conhecida. Uma verdadeira aula de história dada pelo guia local que pode ser contratado pelo visitante ao chegar.

Prosseguindo o tour no entorno do lago Chapala, chega-se à Jamay, uma simpática cidade de 20 mil habitantes, conhecida pelo monumento em homenagem ao Papa Pio IX e que possui um dos mais belos mirantes da região, onde o turista pode contemplar o lago e toda a sua grandiosidade. Ainda em Jamay, recomenda-se uma passada no Restaurante Bar Del Lago, onde o ambiente agradável e familiar se soma a um cardápio de pratos generosos e deliciosamente saborosos a um excelente preço, resultando uma experiência gastronômica inesquecível. Outra opção na região é o restaurante La Huerta.

Próximo a Jamay, a cerca de 70 km de distância, encontra-se Chapala, uma das primeiras estâncias de turismo do México e bastante frequentada por mexicanos e turistas estrangeiros. Com uma infraestrutura um pouco melhor que as demais cidades da região, Chapala oferece em seu Malecón (calçadão na orla) restaurantes e bares, além de lojas de artesanato e produtos locais voltados ao turista. Se puder visitar o Mercado, aproveite para provar as “nieves de garrafas”, sorvetes artesanais mexicanos, muito saborosos.

Colado a Chapala, encontra-se Ajijic, uma cidadezinha cheia de lojas de artesanato e simpáticos restaurantes, além de ser o local de refúgio de muitos americanos e canadenses que resolveram passar sua aposentadoria num lugar tranquilo e agradável. O destaque em Ajijic via para o Hotel Real de Chapala, de propriedade da Universidade Autônoma de Guadalajara é localizado literalmente nas margens do Lago Chapala. Excelentes acomodações e um muito bom restaurante, num local especial, pelo charme e beleza.

Do outro lado do vulcão de Tequila, encontra-se Teuchitlán, cujo nome quer dizer “culto ao vento” em dialeto totorame, língua falada pelos antigos nativos que lá viviam, abriga Guachimontones, o principal sítio arqueológico do oeste do México e é localizada bem no centro do Estado de Jalisco.

Guachimontones, por sua vez, é única pelas suas praças centrais circulares e pirâmides escalonadas cônicas e que não são encontradas em qualquer outro lugar do mundo. A visita se inicia pelo museu interativo, que reúne peças encontradas durante as escavações no local e nas tumbas junto aos corpos dos habitantes daquela civilização, além de maquetes do que seria o sítio em seu auge. Pode prosseguir pelas pirâmides em uma visita guiada ou não, mas sempre interessante pelo mistério de uma civilização que deixou de existir em 900 DC.

Nas proximidades de Teuchitlán, se localiza a Hacienda El Carmen, um hotel spa espetacular, montado em uma antiga fazenda cuja data de fundação remonta a 1722. Um monumento ao bom gosto, reino de tranquilidade e privacidade, digno daqueles que procuram um lugar especial para repor as energias.

Ao final, só resta agradecer a excepcional oportunidade de conhecer Jalisco, berço dos Mariachis, da Charreada, da Tequila, de tudo que faz o México ser reconhecido onde quer que se vá. Uma viagem transformadora e especial que despertará, sem dúvida, o México que vive em cada coração que ama aquele país.

O Mexicaníssimo Jalisco
O Mexicaníssimo Jalisco
O Mexicaníssimo Jalisco
O Mexicaníssimo Jalisco |
adblock ativo

Publicações relacionadas