MP recomenda adoção de cota racial em próximos concursos da Alba

Publicado segunda-feira, 02 de dezembro de 2019 às 20:22 h | Atualizado em 02/12/2019, 20:48 | Autor: Da Redação

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) recomendou, no último dia 25, à Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (Alba) a adoção de reserva de vagas, em pelos menos 30% do total, para a população negra nos últimos concursos públicos e processos seletivos da Casa. 

Expedida pela promotora de Justiça Lívia Vaz, a recomendação indica que os próximos editais devem prever a criação de comissão especial de verificação de autodeclaração, que valida ou não, através de uma entrevista presencial, a autodeclaração realizada pelos candidatos, seguindo critérios fenotípicos de pessoa pertencente ao grupo étnico-racial negro. 

De acordo com informações do MP, a comissão deve ser formada, em sua maioria, prioritariamente, por integrantes de organizações e movimentos sociais voltados para o combate ao racismo e à promoção da igualdade racial.

Publicações relacionadas