adblock ativo

Bahia perdeu 1.369 mil doses de vacinas em 2021 devido a armazenamento inadequado

Publicado às | Atualizado em 01/10/2021, 18:12 | Autor: Da Redação
A secretaria informa que, apesar da perda, não houve prejuízos, com falta de vacinas para a população | Foto: Ag. Brasil
A secretaria informa que, apesar da perda, não houve prejuízos, com falta de vacinas para a população | Foto: Ag. Brasil -
adblock ativo

Na Bahia, 1.369 doses de vacinas contra a Covid-19  tiveram que ser descartadas após exposição a temperaturas inadequadas,apontam dados da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Segundo o órgão, oito municípios baianos notificaram perda de doses por este motivo. No entanto, a pasta não detalhou quais as cidades nem a fabricante das vacinas.

A orientação para o descarte partiu do próprio Ministério da Saúde devido à irregularidade no armazenamento das vacinas, que teriam perdido a qualidade adequada para uso. A secretaria informa que, apesar da perda, não houve prejuízos, com falta de vacinas para a população, já que estas foram repostas.

O armazenamento de imunobiológicos deve seguir todos os protocolos e exigências estabelecidos pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacina (PNO). Conforme o MS, a temperatura adequada deve ser respeitada a fim de manter a confiabilidade dos imunizantes. A temperatura ideal de cada imunizante consta na bula.

Apesar do "desperdício" de doses, o próprio PNO prevê a possibilidade de contratempos e estabelece um protocolo que não deixa os municípios prejudicados.

Em cada lote que é enviado aos estados, 5% das doses das vacinas são reservadas para o caso de perda técnica. Além da exposição a temperaturas que não são as recomendadas na bula, há previsão também em relação a episódios de quebra de frascos.

adblock ativo

Publicações relacionadas