OMS classifica variante do coronavírus identificada na África do Sul como 'preocupante'

Publicado sexta-feira, 26 de novembro de 2021 às 16:33 h | Atualizado em 26/11/2021, 16:36 | Autor: Da Redação

A cepa B.1.1.259 do coronavírus foi classificada "preocupante" pela Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta sexta-feira, 26. Identificada pela primeira vez na África do Sul, a variante foi batizada de "Omicron".

Além da África do Sul, que tem 77 casos, Omicron já foi registrada também em Israel, onde há um caso confirmado e dois em investigação, Hong Kong, com um caso confirmado e em Botsuana, que tem 4 casos confirmados.

Segundo a OMS, a variante possui grande número de mutações e apresentou alto risco de reinfecção em comparação a outras variantes também classificadas "preocupantes" pela Organização.

"A variante B.1.1.529 foi relatada pela primeira vez à OMS pela África do Sul em 24 de novembro de 2021 (...) Esta variante tem um grande número de mutações, algumas das quais são preocupantes", disse a OMS, em nota.

O virologista britânico Ravi Gupta afirmou que esta é a primeira vez que uma considera a variante como preocupante desde a Delta. "Esta é preocupante, e é a primeira vez que afirmo isso desde a delta".

Publicações relacionadas