Artista Cau Gomez fecha parceria com A Tarde e anuncia novidades: "instigante e desafiador"

Publicado terça-feira, 08 de outubro de 2019 às 15:01 h | Atualizado em 08/10/2019, 18:08 | Autor: Natália Figueiredo* | Foto: Raul Spinassé | Ag A TARDE

Um dos artistas mais premiados de sua geração, Cau Gomez irá trazer novidades para o Grupo A TARDE em comemoração aos 107 anos do jornal. Em entrevista ao Portal A TARDE, o artista contou um pouco sobre o que está por vir, além de relatar sua trajetória estampando as páginas do Jornal com suas ilustrações.

Aos 47 anos de idade e 31 de carreira como artista gráfico e visual, Cau Gomez esteve no Jornal entre 2001 e 2016, quando deixou o grupo, retornando este ano. Cau revela que o Jornal A TARDE proporcionou uma dinâmica e velocidade na hora de produzir, além de conseguir ser objetivo e sintetizar mais rápido, por conta disso.

Um dos momentos mais marcantes na sua trajetória foram os 100 anos do Jornal, que para ele foi o ápice dessa experiência. "Agora eu vejo que aprendi muito, vejo a importância de uma instituição dessa pra uma cidade e um estado, formando novos leitores. O jornalismo é fundamental para a cidadania e estar dentro dessa instituição de novo é muito válido", acrescenta.

Cau Gomez, que tem Ziraldo como sua maior inspiração, possui um trabalho que envolve diversas técnicas e prefere não receber apenas um rótulo. "Não aceito muito ser definido só como cartunista, ilustrador ou chargista. O meu trabalho vai para um campo mais eclético e depois de 30 anos eu me defino como artista visual, começando a acrescentar outras plataformas, como o grafite, por exemplo".

As novidades que o artista traz para a data comemorativa serão fruto de um trabalho autoral e cheio de personalidade. "É muito instigante e desafiador, eu tenho um compromisso com qualidade e apresentação de imagens marcantes, que sejam relevantes no dia a dia das pessoas, isso vem em um momento de celebração dos 107 anos, momento de reflexão histórica", diz.

Mesmo sendo um artista experiente e bastante premiado, a intervenção artística na capa do impresso, que tornará a edição comemorativa rara é um desafio para Cau Gomez. "Eu tenho uma certa habilidade na ilustração, mas é desafiador conseguir dialogar com a parte gráfica, com as letras, é uma das coisas que me fascinam. Esse trabalho que estou propondo passa por isso, juntar imagens, ilustração própria com um estilo gráfico, é um desafio muito interessante", destaca o artista.

O trabalho de Cau, que possui uma estética própria e cheia de personalidade, tem a intenção de dialogar, sem medo, com o público sobre diversos temas. "A conjuntura mudou e de um tempo pra cá eu abandonei essa história de que o chargista tem que ser imparcial, atualmente, do jeito que está se configurando o cenário político no Brasil, é preciso demarcar um território, pontuar umas questões mais polêmicas e ser sim um formador de opinião".

"O que me inspira é a maneira de comunicar com o mundo através do conhecimento de informações e transformar essa informação em imagem e causar alguma inquietação, porque o mundo é muito cheio de imagens e informações, conseguir sintetizar e ser direto, conseguir comunicar com pessoas de todo o mundo", comenta ele.

*Sob supervisão da editora Maiara Lopes

Publicações relacionadas