Chargista de A TARDE Cau Gomez participa de residência artística do Instituto Sacatar

Publicado sexta-feira, 03 de dezembro de 2021 às 06:04 h | Atualizado em 02/12/2021, 23:41 | Autor: Priscila Dórea

As últimas semanas foram movimentadas para o artista gráfico e chargista do Grupo A TARDE, Cau Gomez. Convidado a participar do programa de residência artística do Instituto Sacatar, Cau precisou sair um pouco antes de completar as oito semanas de residência por um ótimo motivo: ir a Portugal receber o Grande Prêmio do XXIII PortoCartoon com o cartum intitulado ‘A Peste’, publicado originalmente no A TARDE.

E logo recebeu outra premiada surpresa. “Os bons ventos do universo do humor gráfico não pararam de soprar, e, quase que simultaneamente, recebi a notícia de ter conquistado o Grande Prêmio na BIUMOR, o Biennale dell' umorismo nell' Arte Tolentino 2021. Concorri com dois desenhos sob o tema ‘Envy’ (Inveja). Um dos desenhos, 'The top hat and the eye of envy', foi o vencedor e estampou o cartaz do evento em Tolentino, na Itália. Detalhe: a cerimônia do prêmio italiano aconteceu no dia 25 de novembro e a outra logo, em Portugal, no dia seguinte, 26, em Portugal”, comemora Gomez. 

Convite

Augusto Albuquerque, administrador do Instituto Sacatar, conta que resolveu convidar Cau a participar da última sessão de residência quando uma vaga surgiu. "Ele já havia sido jurado de uma de nossas sessões anteriores e sempre admiramos o seu trabalho. Foi através do A TARDE, com o qual o Sacatar tem uma relação de respeito pela importância que o jornal tem dentro da sociedade baiana, que conhecemos o trabalho e o artista Cau Gomez. E posso dizer, sem qualquer dúvida, que não é à toa que ele já foi premiado tantas vezes ao longo da carreira”, explica Augusto Albuquerque, administrador do Sacatar. 

Convites para participar da residência artística não são corriqueiros, a forma padrão para participar do programa é através de editais, aos quais artistas interessados - independentemente de sua área artística -, se inscrevem e passam por um júri (formado por artistas), que seleciona em média seis candidatos para cada sessão da residência - são feitas quatro por ano -, que duram cerca de oito semanas. 

Cau Gomez usou seu tempo no instituto para desenvolver pesquisas em seu portfólio para iniciar um projeto autoral, onde irá reunir cartuns, charges, caricaturas e alguns trabalhos de artes gráficas que criou ao longo da carreira.

 "Mas também realizei pinturas com técnicas variadas e conciliei com a minha produção regular dos desenhos de charge política para ojornal A TARDE. Tudo isso, com mais concentração e desenvoltura no ambiente do estúdio individual, cedido pelo instituto. E pude constatar que o Sacatar é, um grande case de sucesso, no sentido de cuidar do equilíbrio criativo dos residentes”, conta o artista. 

Para ele, foi admirável observar o trabalho de apoio estrutural e estímulo constante em prol da liberdade de criação que a residência proporciona, seja qual for sua área artística.

Ele ainda explica que vivenciou uma experiência memorável e inusitada, que colaborou bastante para que ele, por exemplo, refletisse sobre as barreiras do idioma estrangeiro em seu processo artístico, já que seus colegas do programa eram, em sua maioria, estrangeiros.

“E também tive, em vários momentos presenciais, acesso à opinião crítica em relação aos meus trabalhos internacionais, o que desencadeou em mim novos desafios para o futuro”, afirma.

Publicações relacionadas