XII Jornada de Dança divulga programação com espetáculos, oficinas e workshops

Publicado terça-feira, 26 de outubro de 2021 às 20:09 h | Atualizado em 26/10/2021, 20:23 | Autor: Da Redação

Acontece entre os dias 11 e 15 de novembro, no Teatro Castro Alves (TCA) e no Largo Terreiro De Jesus/Cruzeiro de São Francisco (Pelourinho), a 12ª edição da Jornada de Dança da Bahia. Com o tema “Quem não experimentar, não entenderá copiando", frase da dançarina e coreógrafa Isadora Duncan (1877-1927), o evento é realizado pela Escola Contemporânea de Dança, sob a direção da dançarina Fátima Suarez.

Convidados da Bahia, de outros estados e também de outros países compõem uma programação de seis espetáculos e atividades formativas para artistas, professores, estudantes e todos os públicos da dança da Bahia. Mais informações sobre a da XII Jornada de Dança da Bahia podem ser encontradas no site da iniciativa. 

Segundo a organização do evento, todo o conceito da Jornada de Dança da Bahia se desenrola ao redor dos ideais e da filosofia de Isadora Duncan (1877-1927), a principal precursora da dança moderna. O tema deste ano, “Quem não experimentar, não entenderá copiando”, traz uma reflexão da dançarina sobre a importância da experimentação.

Na programação artística, são destaques os espetáculos “Verso e Reverso”, da Escola Contemporânea de Dança (BA) e Lori Belilove (EUA), dançarina e diretora artística da Isadora Duncan Dance Foundation; e “Memória da Águas”, de João Perene (BA), que acontece no dia 11 de novembro, às 20h na sala principal do Teatro Castro Alves. As apresentações dos dois dias acontecem no palco principal do Teatro Castro Alves, com valor e local da retirada dos ingressos a ser definido e divulgado no site.

No dia 12 de novembro, o público confere a Mostra INVEX Invente Experimente, que integra a programação da Jornada, reunindo 15 apresentações e coreografias de jovens talentos que foram selecionados através de uma convocatória, revelando novas faces da dança baiana e nacional.

No dia 13 de novembro, às 20h, é dia para conhecer mais da cena de dança do nordeste com os espetáculos “Abaixo do Equador”, de Sérgio Galdino (PE) e “Querendo...”, coreografia de Henrique Rodovalho, do grupo Entre Nós (RN). Já no dia 14 de novembro, às 18h, haverá apresentações dos espetáculos “Fulaninhas'4", do Grupo X de Improvisação em Dança (BA) e “Ah, se eu fosse Marilyn”, de Edu O. (BA). As apresentações acontecem na Sala do Coro, do complexo Teatro Castro Alves, com valor e local da retirada dos ingressos também a ser definido e divulgado no site.

No dia de encerramento da Jornada, no dia 15 de novembro, acontece às 16h30, gratuitamente e ao ar livre, no Largo Terreiro De Jesus/Cruzeiro de São Francisco (Pelourinho), uma cena coreográfica que mostrará os resultados da Residência Artística em Dança ministrada entre os dias 11 e 14 de novembro por Mônica Lira (PE), dançarina, coreógrafa e fundadora do Grupo Experimental.

Já a programação pedagógica terá tanto oficinas de dança direcionadas para artistas, professores e estudantes de dança quanto bate-papos abertos ao público e o Workshop Internacional De Certificação na Técnica de Isadora Duncan da ECD, ministrado por Lori Belilove (EUA).

Pelo oitavo ano a Jornada de Dança da Bahia realiza o Fórum de Educadores de Dança, que realiza um intercâmbio de experiências vividas em diferentes contextos. Neste ano, quatro profissionais convidados compartilham seus conhecimentos: Sérgio Galdino (PE), Edileuza Santos (BA), Paola Bartolo (SP) e Andrea Raw (RJ). A ação é integralmente gratuita.

No dia 12 de novembro, a psicóloga e educadora Gisela Tapioca (BA) vai mediar o bate-papo "Quem não experimentar, não entenderá copiando", com Mônica Lira (PE), Edu O . (BA) e Mayana Magalhães (CHINA/BA). Já no dia 13 de novembro, a coreógrafa e professora Lia Robatto (BA) mediará a conversa "Dança, Literatura e Memória", com Eliana Pedroso (BA), Jorge Silva (BA) e Farid Rocha (RJ). Ambos acontecem gratuitamente a partir das 16h30 na Sala do Coro do TCA.

Com participantes selecionados em ações contínuas realizadas pela Jornada, 20 dançarinos participam de uma Residência Artística com Mônica Lira (PE), dançarina, coreógrafa e fundadora do Grupo Experimental, entre os dias 11 e 14 de novembro.

Já durante todos os dias do evento, entre 11 e 15 de novembro, será realizado o Workshop com a técnica de Isadora Duncan, ministrado por Lori Belilove, dançarina estadunidense e diretora artística da Isadora Duncan Dance Foundation. O workshop é aberto ao público (40 vagas) e custa R$225 reais. As inscrições estão abertas e podem ser feitas através do site Sympla.

A XII Jornada de Dança da Bahia tem patrocínio da Termonorte, através da Lei de Incentivo à Cultura, com produção do Mantra Centro de Dança e realização da Escola Contemporânea de Dança e da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Publicações relacionadas