Sarau celebra escritoras negras no Arquivo Público da Bahia | A TARDE
Atarde > Cultura > Literatura

Sarau celebra escritoras negras no Arquivo Público da Bahia

Evento vai acontecer nesta sexta-feira, 22, das 14h às 17h

Publicado segunda-feira, 18 de março de 2024 às 17:15 h | Autor: Da Redação
Poetisa Jovina Souza é uma das convidadas
Poetisa Jovina Souza é uma das convidadas -

Em celebração ao mês da Mulher, a Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBA), promove o Sarau do Agdá para Mulheres no Arquivo Público do Estado da Bahia (APEB). O evento vai acontecer nesta sexta-feira, 22, das 14h às 17h.

Em sua 7ª edição, o Sarau que já aconteceu no Rio de Janeiro, Recife e também já recebeu em algumas de suas edições, poetas da Colômbia, Angola, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Guiné Bissau, chega ao APEB como espaço para divulgação da Literatura Negra, em especial sua poesia e a potência das mulheres.

O evento conta com a presença da poetisa Jovina Souza e convidadas. Jovina, mestra em Teoria e Crítica da Cultura e da Literatura, e escritora de livros como “Agdá” (2012), “O caminho das estações” (2018) e “O amor não está” (2019), é idealizadora do Sarau e explica que em todas as edições a luta antirracista é reforçada.

“Temos momentos de instrução sobre aspectos do racismo, cujo objetivo é fazer um letramento racial, explicando aos presentes as estratégias que o racismo utiliza para matar o povo preto e quem são seus criadores e seus executores”, enfatiza.

O Sarau do Agdá é aberto ao público e conta com as participações das poetisas Anajara Tavares; Benilda Amorim; Dejanira Rainha; Dona Elcy; Italva Cruz; Jeane Sanchez; Margareth Carvalho; Negra Luz; Neide Vieira; Oganizia Maria; Radi Oliveira; Rosana Paulo; Sandra Liss; e Tatiana Deiró.


Serviços

O quê: Sarau do Agdá – Edição para Mulheres no Arquivo Público da Bahia

Onde: APEB/FPC – Ladeira das Quintas nº 50 – Baixa de Quintas, Salvador

Quando: 22 de março, das 14h às 17h

Aberto e gratuito

Publicações relacionadas