Carlinhos Brown celebra ação do Bahia no Candeal: “celeiro do futebol” | A TARDE
Atarde > cultura > Música

Carlinhos Brown celebra ação do Bahia no Candeal: “celeiro do futebol”

Programa prevê a adoção de campos em comunidades vulneráveis, ofertando 50 vagas aos moradores

Publicado segunda-feira, 22 de janeiro de 2024 às 16:08 h | Autor: Bianca Carneiro e Marcos Valença
Para Brown, a abordagem educacional do programa Bora Bahêa Meu Bairro vai ser fundamental para a tradição esportiva local
Para Brown, a abordagem educacional do programa Bora Bahêa Meu Bairro vai ser fundamental para a tradição esportiva local -

Conhecido circuito da música graças aos projetos do cacique Carlinhos Brown, o bairro do Candeal, em Salvador, também terá o esporte fomentado com o programa “Bora Bahêa Meu Bairro”. O lançamento, uma parceria da gestão municipal com o Esporte Clube Bahia, prevê a adoção de campos em comunidades vulneráveis, ofertando 50 vagas de diversas modalidades esportivas aos moradores.

>>> Bahia pode administrar ginásio municipal e ter time de basquete

Presente na ação, que aconteceu na tarde desta segunda-feira, 22, nas Arenas Candeal Cosme Dantas by Messi e Beira Rio, o músico destacou que o bairro sempre foi um celeiro do futebol devido a proximidade com as sedes dos times baianos Redenção Futebol Clube e Galícia, localizadas outrora em Brotas.

“O Candeal sempre foi um celeiro de futebol [...] Nossa cidade precisa dar continuidade ao que nós somos enquanto tradição. Se isso aqui é o celeiro da Redenção e ao lado ali nós tínhamos o Galícia, o campo do Galícia, que é onde reunia tudo isso e aqui em cima, por isso, onde é que se iniciavam hoje? A gente afirma: através da liderança do Esporte Clube Bahia”, declarou ele, citando a visibilidade do Bahia.

Para Brown, a abordagem educacional do programa Bora Bahêa Meu Bairro, promete ser uma peça fundamental para o desenvolvimento contínuo da tradição esportiva local.

“A nossa cidade está atenta à educação esportiva, educação essa que que requer pedagogia, que vai desenvolver uma pedagogia de extrema importância para tudo o que nós estamos fazendo, porque isso é sim a cara do que nós somos. A Bahia é o mundo, o Bahia também é o mundo, mas o Bahia sabe que ele carrega essa marca importante de um estado onde nós respeitamos também todos, exatamente todos os segmentos futebolísticos, todos os segmentos educacionais”.

Segundo o artista, a virada de chave para o Candeal abraçar o futebol foi a retirada do esgoto do local. Ele destacou a atuação do prefeito de Salvador, Bruno Reis, no programa e reforçou o compromisso do Bahia em expandir os campinhos para outros bairros.

“O primeiro saque, que acho que foi importante para esse campo vir a ser o que é hoje, foi quando nós fizemos o Gueto [Candyall Guetho Square] e isso tudo era um esgoto [...] O Bahia é uma comunidade, isso não vai acontecer só aqui vai acontecer na sua comunidade e espere, porque são 11 inicialmente escolhidas. E para mim é só gratidão e dizer que eu faço parte desse time todo que olha essa cidade com amor e com respeito, afinal, nós somos filhos dessa cidade, mas nós temos um grande líder para deixar claro que com liderança a gente chega junto. O nosso líder é o prefeito Bruno Reis”, concluiu.

O Bora Bahêa Meu Bairro vai beneficiar estudantes de escolas públicas, como forma de proporcionar estímulo ao desenvolvimento esportivo. A iniciativa integra o Programa Salvador Social Clube, que oferta incentivo fiscal em contrapartida aos clubes sociais, recreativos, de regatas e desportivos que aderirem à parceria.

Publicações relacionadas