adblock ativo

Maria Bethânia faz show na Festa da Purificação

Publicado segunda-feira, 02 de fevereiro de 2015 às 08:10 h | Atualizado em 03/02/2015, 08:21 | Autor: Mariana Paiva | Santo Amaro
Maria Bethânia
Maria Bethânia -
adblock ativo

Seguindo por meio dos brinquedos do parque de diversões, luzinhas das árvores enfeitadas e cadeiras nas calçadas das casas, estava o palco Ouro da Terra. Com ares de senhora do lugar, a cantora Maria Bethânia chegou vestida de dourado e brilhos, no último domingo, para celebrar com música a noite da Festa da Purificação, em Santo Amaro.

Diante de uma plateia lotada e da lua cheia, Bethânia estava duplamente feliz: por cantar em sua cidade e pelas comemorações de  50 anos de carreira. Cantou bastante até que, emocionada, parou um momento para agradecer.

"Por realizar a minha missão, o destino que Deus escreveu para mim. E estar aqui, são 50 anos, 50 anos!",  disparou, alegre, seguida de aplausos e demonstrações de carinho da plateia.

Foram, aliás, muitos os momentos de interação com o público: Bethânia estava feliz. E emocionada, como quando cantou os versos de Reconvexo, "quem não rezou a novena de dona Canô". A lembrança da matriarca dos Velloso foi celebrada também pela plateia, que cantou junto e aplaudiu.

O repertório da apresentação foi, em sua grande maioria, do CD e do DVD Carta de Amor, com canções como A Dona Do Raio e Do Vento e Fera Ferida. A grande surpresa da noite, entretanto, foi ver Bethânia cantando Edith Piaf, no sucesso Je Ne Regrette Rien, repertório de Abraçar e Agradecer, seu show  de 50 anos de carreira e que chega a Salvador no fim de agosto.

Dentre as músicas que o público conferiu no show, teve ainda Tatuagem, Negue,  É o Amor, Começaria Tudo Outra Vez e Alegria, esta última de Arnaldo Antunes. Um dos momentos mais emocionantes da apresentação foi quando Bethânia cantou Olhos nos Olhos, de Chico Buarque, acompanhada em coro e em muitos aplausos pelo público.

Eletricitário, Florisvaldo da Silva Filho tem família em Santo Amaro, mas veio de Salvador somente para ver o show. O repertório, aliás, ele sabia na ponta da língua: cantava animado todas as canções.

"Sempre assisto todos os shows dela. Só não digo que dá até para enjoar porque é impossível enjoar dela cantando", conta, todo emocionado.

adblock ativo

Publicações relacionadas