Minissérie conta trajetória de mulheres do pagodão baiano

Publicado segunda-feira, 02 de março de 2020 às 17:22 h | Atualizado em 02/03/2020, 17:26 | Autor: Da Redação

Com o objetivo de ampliar as vozes das mulheres do pagode baiano, a minissérie documental ‘Pagodão: A cena por elas’ será lançada no próximo dia 18 (quarta-feira), às 19h, na Vale do Dendê (Estação da Lapa, Térreo).

Cinco episódios contam as vivências e dificuldades de cantoras em diferentes contextos no pagode. No mês internacional da mulher, o protagonismo e representatividade feminina no pagode baiano traz as histórias das artistas Aila Menezes, Rai Ferreira, Allana Sarah, conhecida como A Dama do Pagode, Daiana Leone, vocalista da banda Swing de Mãe, e Fernanda Maia, vocalista e percussionista da banda Afrocidade.

“Ser mulher no pagode é ser resistência, persistência, é lutar contra correnteza. É precisar se apegar aos seus valores, ao que você acredita e seguir. O pagode ele não é somente um ritmo, é uma manifestação cultural, um estilo de vida”, declarou a cantora Aila Menezes.

Co-fundadora do Pagode Por Elas, a jornalista Joyce Melo pontuou que a presença feminina no pagode baiano sempre foi uma realidade, porém em um contexto de coadjuvantes, dançarinas, backing vocals e limitadas ao papel da ‘piriguete’.

“O descrédito e o machismo dificultou a ascensão das bandas protagonizadas por mulheres e esta minissérie surge com o objetivo de dar luz a uma nova década do pagodão, dessa vez com mais mulheres”, explicou a jornalista.

Os ingressos custam R$ 10 e estão disponíveis no Sympla.

Publicações relacionadas