adblock ativo

Produtora de Tayrone briga com cantora goiana, entenda

Publicado sexta-feira, 08 de janeiro de 2016 às 12:31 h | Atualizado em 08/01/2016, 13:27 | Autor: Surenã Dias
Tayrone Cigano
Tayrone Cigano -
adblock ativo

A produtora do cantor Tayrone Cigano, LG Produções, está prestes a entrar na justiça contra a cantora goiana Marília Mendonça. Isso porque a sertaneja está cantando o hit do arrocheiro "Alô Porteiro", segundo a produtora, sem permissão.

O clima "estreito" entre os cantores já está rolando há algum tempo. Segundo a LG, o ápice da briga aconteceu quando Marília começou a tocar nas rádios do centro-oeste e notificar cantores "grandes" para não cantarem sua música de trabalho.

Fazendo sucesso no YouTube com a canção do cantor baiano, a artista chamou a atenção dos produtores que começaram a procurar medidas de barrar a divulgação da música no nome dela.

O Portal A TARDE entrou em contato com a produção da cantora goiana, que fez questão de esclarecer a polêmica. Segundo a assessoria da sertaneja, que faz parte do mesmo escritório de Henrique e Juliano, tudo está registrado em contrato judicial.

A produção de Marília teria adquirido os direitos para gravar "Alô Porteiro" em julho de 2014, sendo que Tayrone comprou o direito exclusivo da música em agosto de 2014, invalidando a questão da exclusividade sobre a letra.

Segundo a LG, eles tentaram entrar em contato com a cantora, para resolverem o problema, no entanto, ela não aceitou conversar e disse que comprou a música por R$ 2 mil, sendo que o baiano adquiriu os direitos exclusivos da canção por R$ 20 mil.

A briga já está entrando em outro estágio, já que após ter um vídeo retirado do ar, a sertaneja está adotando a mesma estratégia do músico baiano, pedindo a retirada de vídeos dele.

Apesar da assessoria de Marília negar que está tentando bloquear vídeos de Tayrone e afirmar que ninguém barrou o vídeo de sua cliente, no canal oficial da cantora no Youtube a música "Alô Porteiro" já não faz parte de sua lista de vídeos.

Ouça a versão de Marília:

adblock ativo

Publicações relacionadas