adblock ativo

Em série: Legítima defesa

Publicado domingo, 02 de abril de 2017 às 10:23 h | Atualizado em 31/03/2017, 19:52 | Autor: Debora Rezende l Especial A TARDE
Os atores Kate del Castillo e Erik Hayser estão em Ingobernable, nova série da Netflix
Os atores Kate del Castillo e Erik Hayser estão em Ingobernable, nova série da Netflix -
adblock ativo

A expressão “drama mexicano” não é novidade na ficção. As novelas, por exemplo, muitas delas exibidas aqui no Brasil pelo SBT, fizeram e fazem parte das nossas tardes – Maria do Bairro e A Usurpadora, por exemplo, não nos deixam mentir.

Passando os olhos pela Netflix, um dramalhão recente chama a atenção: Ingobernable, protagonizado pela expressiva Kate del Castillo, que vive a ex-primeira-dama mexicana Emilia Urquiza, que estreou no último dia 24.

Na produção original do streaming, são mostrados um misto de violência doméstica, estratagemas políticos e a realidade dura de uma cidade insegura.

Com 15 episódios de de 40 min, a série é a segunda mexicana original da Netflix, uma produção conjunta de Epigmenio Ibarra, Veronica Velasco, Natasha Ybarra-Klor e inicia o piloto com a protagonista Emilia no alto de um salto agulha pedindo o divórcio de Diego Nava (Erik Hayser), Presidente do México.

A série discute, sim, questões políticas acerca da Cidade do México, mas sempre com evidência no drama da protagonista. Porque não, não é um simples divórcio: o que Emilia passa desde o primeiro episódio é um cenário de polícia.

Assim, somos apresentados ao transtornado Diego Nava, que não aceita a separação. A discussão conjugal vira abuso e violência quando Emilia é atacada pelo Presidente. Ela, que se preparava em um quarto de hotel para fugir com os filhos, saca uma arma de um cofre e faz o natural: busca por defesa.

Aqui, um detalhe é importante (e não é exatamente spoiler): Emilia Urquiza não matou Diego Nava. Eis o gancho da primeira temporada. Na cena do crime, ele é baleado e despenca da sacada do hotel – na estética bem “drama dos dramas”.

Emilia, como é previsível, se torna a principal suspeita do crime. É exatamente neste ponto que Ingobernable transita entre uma série passional e política. Os episódios que se seguem à morte do Presidente do México e da fuga de Emilia mostram que a trama é mais complexa.

A protagonista lutava por uma cidade mais pacífica, sem jovens desaparecendo e uma polícia bruta. Diego estava às vésperas de tomar uma atitude mais incisiva contra a violência quando foi assassinado.

A incriminação de Emilia é a ponta de uma trama que envolve a resistência da periferia e a luta contra um sistema político corrupto – realidade com a qual nos identificamos. Muitos plots ainda acontecem na primeira temporada, que gira em torno do que de fato aconteceu com Diego Nava. Uma curiosidade, no entanto, vale o spoiler: é só depois do quinto episódio que a hipótese de “legítima defesa” é levantada. É um equívoco, portanto, pensar que Ingobernable é apenas um drama.

Segunda temporada

Há algumas semanas, falamos sobre a comédia ousada Santa Clarita Diet, original da Netflix com Drew Barrymore como protagonista. A série mostra a atriz como uma mulher atingida por um vírus (ou maldição?) estranho que a faz conseguir comer apenas carne humana. A história, no mínimo estranha, agradou: a segunda temporada foi confirmada e terá as gravações iniciadas ainda este ano.

Para os pequenos

Também tem novidade para o público infantil e quem mais gosta das séries de animação. A partir de amanhã, o Cartoon Network vai exibir novos episódios de três programas: Ursos Sem Curso, Titi Avô e um dos seus maiores destaques, a série Hora de Aventura. Nesta última, os amigos Finn e Jake seguem na Terra do Ooo nos episódios inéditos da oitava temporada.

Aguardada

Já é abril e, com ele, uma das séries originais da Netflix que mais temos aguardado está chegando: Dear White People. A série entra no catálogo dia 28 e seu trailer é, por si só, uma polêmica ao criticar tão abertamente a tradição da “Blackface” como fantasia. Protagonizada por Logan Browning, a trama parece ser mais uma com mulheres de posicionamento e personalidade fortes.

PSI

Em abril tem novidade brasileira na HBO. Dia 9, domingo, a partir das 21 horas, o canal vai estrear a terceira temporada da série PSI, criada pelo escritor Contardo Calligaris, que atua como roteirista e diretor-geral. Agora, serão cinco histórias, divididas em dez episódios. Na trama, acompanhamos os casos do psiquiatra Carlo Antonini (Emílio de Mello).

adblock ativo

Publicações relacionadas