Demi Lovato revela que perdeu a virgindade aos 15 anos em um estupro

Publicado quarta-feira, 17 de março de 2021 às 15:55 h | Atualizado em 17/03/2021, 16:11 | Autor: Da Redação

A cantora e ex-estrela da Disney, Demi Lovato, revelou, em seu documentário "Dancing with the Devil", que perdeu a virgindade aos 15 anos, em um estupro. Na noite desta última terça-feira, 16, o documentário fez sua pré-estreia no festival SXSW, antes de chegar ao YouTube, no dia 23 de março.

De acordo com a cantora, o abuso sexual partiu de um ator com quem ela contracenou em um filme. "Sei que o que vou dizer vai impactar as pessoas também. Mas, quando eu era adolescente, estava em uma situação bem parecida e perdi minha virgindade em um estupro", disse a artista, dando, em seguida, detalhes do ocorrido.

"Nós estávamos 'nos pegando', mas eu disse: 'Isso não pode ir além, eu sou virgem e não quero perder desta forma'. Ele não se importou, me forçou mesmo assim. Eu internalizei a experiência e achei que tinha sido minha culpa, por ter começado a ficar com ele", completou. Demi não revelou o nome da pessoa em questão, mas é válido ressaltar que aos 15 anos a cantora protagonizou o filme "Camp Rock", da Disney.

A estrela revelou, ainda, que chegou a denunciar o caso para um de seus superiores na produção, mas nada foi feito com relação ao suposto abusador. "A minha história do #MeToo é essa: eu contei a uma pessoa responsável que esse cara fez isso comigo, e não houve repercussões. Ele não foi tirado do filme". Ela também contou que teve que "continuar vendo essa pessoa o tempo todo", após o estupro.

Além disso, Demi também declarou que, ao sofrer a overdose que quase lhe tirou a vida, em 2018, também foi violentada. "O que as pessoas não sabem é que, naquela noite, eu não só sofri uma overdose. Ele também se aproveitou de mim. Quando me encontraram, eu estava nua e cheia de hematomas. Ele me deixou para morrer. Só meses depois é que eu consegui pensar: 'Eu não estava em condições de dar consentimento a ele'", revelou. Por conta da overdose, a cantora sofreu três derrames e um ataque cardíaco.

"Eu tenho muita sorte de estar viva. Os meus médicos disseram que, se tivesse demorado cinco ou dez minutos a mais para alguém me encontrar, eu não estaria aqui hoje", relatou.

Publicações relacionadas