Juíza nega pedido de Amber Heard para anular julgamento e veredito

Juíza Pennez Azcarate, que presidiu o julgamento, negou o pedido

Publicado quarta-feira, 13 de julho de 2022 às 17:21 h | Atualizado em 13/07/2022, 17:21 | Autor: Da Redação
Advogados sugeriram ainda que o jurado, composto por 15 pessoas, não teria competência para avaliar o caso
Advogados sugeriram ainda que o jurado, composto por 15 pessoas, não teria competência para avaliar o caso -

Após perder o processo de difamação iniciado por Johnny Depp, a atriz Amber Heard pediu a anulação do julgamento e do veredito. Entretanto, a juíza Pennez Azcarate, negou o pedido.

Azcarate foi a magistrada que presidiu o julgamento. No pedido de 43 páginas, a defesa de Heard alegou que o julgamento não levou em consideração as evidências apresentadas.

Os advogados sugeriram ainda que o jurado, composto por 15 pessoas, não teria competência para avaliar o caso.

LEIA TAMBÉM

Amber Heard diz que ama Johnny Depp e que não quer “cancelar” ele

Na resposta, a juíza afirmou que a defesa da atriz teve cinco dias para examinar a lista de jurados.

Ela pontuou que o Código Civil do estado da Virginia diz que um erro nas informações apresentadas no painel do júri "não será motivo para anulação do julgamento ou imputável como erro na apelação, e as partes no caso serão responsáveis ​​​​por verificar a exatidão de tais informações".

"O jurado foi examinado, sentou-se para todo o júri, deliberou e chegou a um veredito. A única evidência perante este tribunal é que o jurado e todos os jurados seguiram os seus juramentos, as instruções do tribunal e as ordens. Este tribunal está vinculado à decisão competente do júri", disse.

Publicações relacionadas