adblock ativo

Projeto traz Xico Sá, Duvivier e Maria Ribeiro à Bahia

Publicado terça-feira, 10 de maio de 2016 às 23:44 h | Atualizado em 10/05/2016, 23:44 | Autor: Gabriel Serravale
Gregório Duvivier, Maria Ribeiro e Xico Sá
Gregório Duvivier, Maria Ribeiro e Xico Sá -
adblock ativo

Os escritores Gregório Duvuvier, Xico Sá e Maria Ribeiro estiveram em Salvador na noite desta terça-feira, 10, para participar do projeto Você É o que Lê, no Teatro Eva Herz (Livraria Cultura Salvador Shopping). No evento, os convidados falaram de assuntos como o hábito de leitura no mundo contemporâneo, redes sociais e responderam perguntas da plateia.

Como um bate-papo descontraído e bem-humorado, os três participantes trouxeram um panorama do universo da leitura diante das novas tecnologias. "Por melhor que seja um livro, é muito difícil competir com um celular do lado o tempo todo vibrando com mensagens de amigos chamando pra sair ou falando outra coisa", comentou Gregório, que também é ator, humorista e um dos criadores do canal Porta dos Fundos.

"Eu também vivo hoje como todo mundo nesse mundo moderno, um fracasso de concentração", acrescentou o escritor e jornalista Xico Sá.

Gregório, que por diversas vezes recebeu mensagens ofensivas em redes sociais por defender posições políticas, criticou a utilização do meio virtual para a disseminação do ódio. Por outro lado, Maria Ribeiro chamou a atenção para os benefícios. 

"Sou muito presente nas redes sociais e acho que é uma forma de troca com as pessoas. A internet vai cada vez mais fazer parte de nossa vida e um dia não terá mais distinção entre conhecer uma pessoa na rede social ou num bar", observou a escritora e atriz.

Cenário político

Durante entrevista coletiva antes do evento, o atual cenário político do país também foi comentado pelos escritores. Com posição contrária ao impeachment da presidente Dilma Rousseff, Xico Sá se mostrou preocupado com o rumo que o país pode tomar caso seja confirmado o afastamento.

"A gente vive um tempo meio de recrudescimento. Eu tenho mais medo do que vai chegar do que do próprio Michel Temer e daqueles caras. Eu me preocupo é com a corda que esses caras vão dar pra quem vai recrudescer nos costumes. Eles vão ser  a transição de um golpe meio república das bananas. Mas tenho medo do que pode vir num bolsonarismo, do arrastão que vem de coisas ruins", opinou.

Já Gregório Duvivier falou da posição como escritor e formador de opinião diante deste cenário. "Quando me posiciono é no intuito de gerar perguntas que instaurem a dúvida onde há certezas demais. A ideia é questionar quem está de um lado ou do outro do muro. Essa é a posição política que tento tomar", disse o escritor.

Depois da estreia em Salvador, o projeto vai passar por Recife, Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Brasília e Belo Horizonte.

adblock ativo

Publicações relacionadas