Amazônia Azul: Fórum reforça atratividade da Baía de Todos os Santos | A TARDE
Atarde > Economia

Amazônia Azul: Fórum reforça atratividade da Baía de Todos os Santos

Considerada como capital da Amazônia Azul, a BTS é a região mais atraente para investimentos internacionais

Publicado quarta-feira, 15 de maio de 2024 às 18:30 h | Atualizado em 19/05/2024, 11:46 | Autor: Carla Melo
Fórum Governanças Inovadoras dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável
Fórum Governanças Inovadoras dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável -

O ´Fórum Governanças Inovadoras dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável´, realizado no Plenário Conselheiro Lafayette Pondé, no TCE/BA, voltado para servidores públicos e gestores de entidades privadas, além de toda a sociedade civil, buscou estimular a adesão de instituições públicas e privadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU, além de mostrar as ações em curso relativas ao tema na Bahia, no Brasil e no mundo.  

O presidente do TCE, Marcus Presidio, destacou a importância das instituições presentes e a necessidade de que sejam aceleradas as ações para a implementação dos ODS no Estado da Bahia. A Procuradora Geral do Estado, Bárbara Camardelli, destacou a importância do Fórum e as ações da PGE voltadas à implementação dos ODS. O evento foi promovido em parceria do TCE com a Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE), a Associação Cultural Brasil-Estados Unidos (ACBEU), o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB) e o WWI Brasil.

Publicidade

Considerada como capital da Amazônia Azul, a Baía de Todos os Santos é uma região atraente para investimentos internacionais. Com uma biodiversidade rica, turismo forte, onze portos e pujante economia do mar, cresce o interesse de investidores internacionais que prospectam negócios na região.

Dentre os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS/ONU) - estão metas globais para erradicar a pobreza, fomentar agricultura sustentável, desenvolver o bem-estar, o consumo sustentável e entre outros que focam em vida na água, ações contra mudanças climáticas e parcerias e meios de implementação. Eduardo Athayde, conselheiro da Associação Cultural Brasil-Estados Unidos (ACBEU) e diretor do WWI no Brasil, ressalta os benefícios que o reconhecimento da BTS e o desenvolvimento da região têm para a economia brasileira.

“A Baía de Todos Santos foi declarada pela Associação Comercial e o Pacto Global, em 2014, como capital da Amazônia Azul. Fora da fronteira brasileira, Salvador e a Baía de Todos os Santos são ilustres desconhecidas. Competindo com o mundo, precisamos chamar atenção e atrair interesses e investimentos. A Amazônia Azul, com seus 5,7 milhões de quilômetros quadrados, já está no mapa oficial do IBGE no Brasil, e a BTS, central à costa brasileira, é a maior baía do Brasil e berço da civilização brasileira. Salvador, com 66 km de orla marítima, é a cidade mais banhada pelo mar no país”, explicou o conselheiro.

Eduardo Athayde, conselheiro da Associação Cultural Brasil-Estados Unidos (ACBEU)
Eduardo Athayde, conselheiro da Associação Cultural Brasil-Estados Unidos (ACBEU) |  Foto: Raphael Muller / Ag. A TARDE
  

“Os chineses, que já estão operando em ODS, estão investindo fortemente no Brasil, inclusive na Ponte Salvador Itaparica. Junto com a Marinha, estamos trabalhando no Planejamento Espacial Marinho (PEM) para organizar e facilitar investimentos”, continua o conselheiro.

O secretário da Administração do Estado da Bahia, Edelvino Góes também apontou para as ações realizadas no estado, em consonância com as ODS, como a erradicação da pobreza e ações sustentáveis. “Eu queria destacar que rodamos a folha de pagamento do Estado em processo automatizado sem o uso de papel. Já temos 6,7 milhões de processos eletrônicos no Estado, isso significa que evitamos o uso de 1 bilhão de folhas de papel evitando impactos ambientais. Outro aspecto que eu queria destacar é a questão do nosso programa Partiu-Estágio. Já foram 19 mil estagiários contratados focando o combate à pobreza, ODS 1, porque o critério de preenchimento dessas vagas é CadÚnico, ou seja, família de baixa renda. Dos 19 mil estagiários já contratados, 69% são de famílias de baixa renda”, explicou o secretário.

Secretário da Administração do Estado da Bahia, Edelvino Góes
Secretário da Administração do Estado da Bahia, Edelvino Góes |  Foto: Raphael Muller / Ag. A TARDE
  

O evento contou com a presença de Marcus Presidio - Conselheiro Presidente do TCE; da Dra. Barbara Camardelli, Procuradora Geral do Estado da Bahia; Joaci Goes, presidente do Instituto Histórico e Geográfico da Bahia (IGHB); Durval Olivieri, Presidente do Conselho da ACBEU, Edelvino Góes, Secretário da Administração do Estado da Bahia; Eduardo Athayde, Conselheiro da ACBEU / WWI; Carlos Borel, diretor da CBPM, Flávio Barbosa, Diretor do Serviço de Apoio ao Cidadão (SAC); Marcelo Barros, Especialista em políticas públicas e desenvolvimento territorial sustentável.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS