adblock ativo

Bernanke diz que inflação é preocupação significativa

Publicado quarta-feira, 04 de junho de 2008 às 16:11 h | Atualizado em 04/06/2008, 16:11 | Autor: Agencia Estado
adblock ativo

O presidente do Federal Reserve norte-americano, Ben Bernanke, disse que vê "ecos dos anos 1970" na combinação entre preços elevados das commodities e dos alimentos e crescimento econômico abaixo da tendência histórica, mas que é improvável uma repetição das condições que prevaleceram naquela época. Durante aula inaugural na Universidade Harvard, em Cambridge (Massachusetts), ele reiterou declarações recentes de que as expectativas crescentes de inflação são uma preocupação "significativa" para os dirigentes do Fed.

"Vejo as diferenças entre a economia de 1975 e a economia de 2008 como mais reveladoras do que as similaridades. Para um dirigente de banco central, uma diferença particularmente crítica entre aquela época e agora é o que aconteceu com a inflação e as expectativas quanto à inflação", disse Bernanke. Ele advertiu que o fato de o índice "cheio" de inflação, que esteve em torno de 3,5% anuais ao longo dos últimos trimestres, está "significativamente mais alto do que nós gostaríamos", mas lembrou que a aceleração da inflação "é muito menor do que as taxas de dois dígitos que a inflação alcançou em meados dos anos 1970 e novamente em 1980. De modo importante, vemos poucas indicações hoje de que esteja começando uma espiral de preços e salários no estilo dos anos 1970, quando salários e preços perseguiam um ao outro incessantemente para cima".

As declarações de Bernanke nesta quarta-feira tiveram um caráter mais histórico do que o discurso que ele havia feito ontem, no qual o presidente do Fed fez uma surpreendente defesa do dólar. Hoje, ele citou o uso mais eficiente da energia como um dos motivos pelos quais os preços do petróleo não deverão prejudicar a economia tanto como havia acontecido nos anos 1970. Para ele, a desaceleração recente no crescimento econômico "resulta mais das condições no mercado de imóveis residenciais e dos mercados financeiros do que de preços mais altos do petróleo".

Bernanke ressalvou, porém, que, embora os EUA tenham reagido ao choque do petróleo "comparativamente bem", os EUA e outros países "ainda estão diante de desafios significativos", caso a demanda global por energia se mantenha e a oferta continue limitada.

A lição dos anos 1970 para o Fed, disse Bernanke, é o fato de taxas elevadas de inflação "poderem desestabilizar seriamente a economia" e, portanto, o Fed "precisa assumir a responsabilidade pela conquista da estabilidade dos preços no médio prazo".

As informações são da Dow Jones.

adblock ativo

Publicações relacionadas