adblock ativo

BoE diz que decisão de manter juro básico em reunião deste mês foi unânime

Publicado quarta-feira, 17 de junho de 2015 às 07:02 h | Atualizado em 19/11/2021, 06:52 | Autor: Estadão Conteúdo
adblock ativo

A decisão do Comitê de Política Monetária do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) de manter a taxa básica de juros na mínima histórica de 0,5% e o programa de compra de ativos em 375 bilhões de libras (US$ 585,44 bilhões) na reunião do último dia 4 foi unânime, segundo a ata do encontro.

O documento, publicado hoje, mostra que para Martin Weale e Ian McCafferty - dois integrantes do comitê que votaram por juros mais altos em dezembro do ano passado - a decisão deste mês foi "bem equilibrada".

Na ata, o BoE também concluiu que os salários no Reino Unido podem estar subindo em ritmo mais forte do que sugerem os números oficiais, em mais um sinal de que o BC inglês está menos preocupado com o risco de um período prolongado de preços em baixa.

O BoE prevê que a inflação anual britânica deverá se acelerar "de forma notável" mais adiante neste ano, após dados mostrarem ontem que o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do Reino Unido subiu apenas 0,1% na comparação anual de maio. No mês anterior, os preços no país tiveram sua primeira queda anual em mais de 50 anos. Na avaliação do comitê, um dos fatores que deverá impulsionar a inflação é o avanço mais rápido dos salários.

Na ata deste mês, o BoE abandonou uma frase que havia deixado aberta a possibilidade de um corte da taxa básica de juros para níveis mais próximos de zero, numa sinalização de que a autoridade monetária acredita que diminuíram as chances de interrupção na alta dos preços.

Por outro lado, o BoE afirmou que a questão da Grécia, que enfrenta dificuldades para renovar seu programa de ajuda com credores internacionais, representa um risco significativo para a perspectiva do Reino Unido. O BC inglês também voltou a reiterar que futuros aumentos de juros serão graduais e disse que sua política não será determinada por ações de outros bancos centrais.

Os investidores preveem que o BoE deverá começar a elevar a taxa básica em meados de 2016. Fonte: Dow Jones Newswires.

adblock ativo

Publicações relacionadas