adblock ativo

Cuidados com elevador passam por manutenção e uso correto

Publicado sábado, 06 de dezembro de 2014 às 16:19 h | Atualizado em 06/12/2014, 16:42 | Autor: Fábio Bittencourt
Renato Góis
Renato Góis -
adblock ativo

As imagens do circuito interno de um elevador em um edifício no centro de Porto Alegre (RS) "despencando" com nove pessoas dentro - divulgadas no começo desta semana - chamaram a atenção para os cuidados que condomínios e usuários precisam ter com o uso correto e a manutenção do equipamento.

Apesar de a sinalização informar equivocadamente que a capacidade da cabine era para 12 pessoas (na verdade, só cabe metade disso), no vídeo é possível ver que, depois de entrarem seis pessoas, mais três "forçam" a passagem e a "viagem" - feita do 13º andar - é realizada no maior aperto. No final do trajeto acontece o acidente ("tranco").

Todos os nove passageiros - que saíam de uma festa realizada em um apartamento no prédio - ficaram feridos, dois com gravidade. Para o gerente na Bahia da ThyssenKrupp Elevadores, Aélio Andrade Araújo Jr., somente o laudo pericial (que ainda não saiu) pode determinar a causa do ocorrido.

De acordo com Araújo Jr., pelas imagens não fica claro que o elevador tenha, de fato, despencado. Segundo ele, o que dá para ver é que o equipamento, por alguma razão - talvez o excesso de peso -, não reduziu de velocidade e foi parar no limite inferior (poço).

Ainda segundo ele, todo elevador é equipado com o chamado aparelho de segurança. O dispositivo, conta ele, realiza o monitoramento constante da cabine. Caso a velocidade passe 10%, 12% da prevista, o aparelho atua de forma que a cabine fique presa nos trilhos (guia).

"Até mesmo com um cabo de aço se rompendo, não há risco de a cabine despencar. O aparelho de segurança é um equipamento que fica lacrado, não pode ser aberto para reparo, e uma vez por ano tem de ser testado", conta.

Síndica profissional, Eunice Ribeiro afirma que é fundamental que se realize constantemente uma manutenção preventiva nesse tipo de aparelho, principalmente em prédios mais antigos. Segundo ela, "elevador é máquina das mais seguras, mais uma máquina".

Segundo o consultor de serviços da ThyssenKrupp, Renato Góis, manutenção deve seguir rigoroso planejamento de conferência dos itens de segurança e controle do equipamento. "Elevadores são produtos duráveis, desde que devidamente mantidos".

adblock ativo

Publicações relacionadas