Demissões voluntárias no Brasil batem recorde de 7 mi em 2023 | A TARDE
Atarde > Economia

Demissões voluntárias no Brasil batem recorde de 7 mi em 2023

A Bahia foi o estado que apresentou a menor taxa de desligamentos, com 20,7%

Publicado quinta-feira, 15 de fevereiro de 2024 às 15:05 h | Autor: Da Redação
Em comparação com 2022, o registro de demissões voluntárias teve alta de 7,9%
Em comparação com 2022, o registro de demissões voluntárias teve alta de 7,9% -

As demissões voluntárias no Brasil bateram recorde de 7,3 milhões em 2023. O levantamento é da LCA Consultoria Econômica, com base em dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), organizados pela LCA Consultoria Econômica. Isso representa 34% dos 21,5 milhões de desligamentos registrados no ano passado.

A Bahia e o Pernambuco foram na contramão dos dados nacionais, e registraram as menores taxas de demissões voluntárias do país, 20,7% em cada. Enquanto isso, os estados de Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso chegaram à alta de 45,2%, 43,8% e 41,7%, respectivamente.

Em comparação com 2022, o registro de demissões voluntárias teve alta de 7,9%, em uma tendência de crescimento observada durante a pandemia da Covid-19 no país.

Leia mais: Brasil criou 1,48 milhão de empregos formais em 2023, aponta Caged

A maior parte dos desligamentos estão associados aos mais jovens. Segundo levantamento, esse público foi o que mais aderiram às demissões voluntárias em 2023. A faixa etária de 18 a 24 anos teve uma taxa de 39,5%. Completam o pódio, as pessoas com idades entre 25 e 29 anos (36,5%) e aqueles que possuem até 17 anos (36,5%).

Em nível de escolaridade, a maior parte das demissões voluntárias foram de pessoas com pós-graduação completa (46,9%) e logo depois pessoas com Mestrado e superior completo com 42% cada.

Publicações relacionadas