Governo deixa de fora do auxílio quem não recebeu o benefício no ano passado

Publicado quinta-feira, 18 de março de 2021 às 21:16 h | Atualizado em 18/03/2021, 21:22 | Autor: Da Redação

O Governo Federal definiu que um dos critérios para a nova rodada do auxílio emergencial é ter recebido o benefício no ano passado. Assim, está fora do programa quem manteve seu emprego e sua renda em 2020, mas agora teve seu trabalho afetado pela segunda onda de Covid. As regras foram divulgadas nesta quinta-feira, 18.

O calendário com as datas de pagamento ainda será divulgado pelo Ministério da Cidadania, responsável pela gestão do benefício, e pela Caixa. O grupo do Bolsa Família começa a receber no dia 16 de abril, de acordo com o cronograma do programa.

O auxílio emergencial 2021 será limitado a uma pessoa por família em média em quatro parcelas de R$ 250, sendo que mulher chefe de família terá direito a R$ 375, enquanto o indivíduo que mora sozinho – família unipessoal – receberá R$ 150.

Além da exigência de já ter recebido o auxílio no ano passado, o benefício de 2021 será pago somente a famílias com renda per capita de até meio salário mínimo e renda mensal total de até três salários mínimos.

Publicações relacionadas