Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > ECONOMIA
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
20/06/2024 às 14:41 - há XX semanas | Autor: Da Redação

INTERNACIONAL

Parceira do Ibrades, Patrícia Iglesias é convidada para o FIBE

O Fórum de Integração Brasil Europa é uma associação sem fins lucrativos que tem como propósito fomentar debates

Imagem ilustrativa da imagem Parceira do Ibrades, Patrícia Iglesias é convidada para o FIBE
-

Após organizar e mediar o Painel de Portos, durante o II Congresso Brasileiro de Direito e Sustentabilidade, a parceria do Ibrades e da ACB em Salvador e executiva de Logística Portuária, Patrícia Iglesias foi convidada para participar do FIBE - Fórum Internacional Brasil Europa, que irá se realizar em Lisboa, nos dias 24 e 25 de junho.

O Fórum de Integração Brasil Europa é uma associação sem fins lucrativos que tem como propósito fomentar debates, eventos e estudos para promover a aproximação cultural, econômica e social do Brasil com a Europa – em especial com Portugal e demais países da comunidade de países de língua portuguesa.

Patrícia Iglesias foi convidada para debater sobre a importância de investimentos para a Economia do Mar, no momento em que a tributação pode ser um entrave para o desenvolvimento do setor no âmbito nacional. Este diálogo é basilar para compreender como esses três elementos — tributação, investimento e economia do mar — se interconectam e influenciam diretamente o crescimento e a competitividade dos portos brasileiros, fundamentais para as exportações do país.

Patrícia Iglesias e Hadassah Santana irão participar dos debates ao lado de autoridades políticas e acadêmicas de Brasil e de Portugal, como Gillmar Mendes (Ministro do STF), Ângelo Coronel (Senador da República), Wellington Fagundes (Senador da República), Guilherme Sampaio (diretor da ANTT), Vander Costa (presidente da CNTT), Pedro Paulo (Deputado Federal), Joaquim Passarinho (Deputado Federal), Luiz de Mello (Diretor no Departamento de Economia da OCDE), Joaquim Oliveira, (Conselheiro da Comissária Europeia para a Coesão e Reformas).

“O setor portuário brasileiro já vem se modernizando para acompanhar as demandas internacionais de tecnologia para eficiência operacional, cyber segurança e o tripé da sustentabilidade- econômico, social e ambiental. Mas apesar de muitos de seus terminais privados, já terem adotado equipamentos e tecnologia de ponta, além de práticas competitivas e eficientes, ainda temos muitos desafios regulatórios, e a integração entre modais, em especial o ferroviário. A Europa tem expertise para compartilhar e apetite para investir", explica Patrícia.

Hadassah acredita que "o tema da economia do mar é fundamental quando se fala de desenvolvimento regional e nacional. É um vetor poderoso de desenvolvimento social, econômico e sustentável porque gera empregos e renda, promove inovação e competitividade, e incentiva a descentralização econômica".

Ambas acreditam que a economia do mar não só alivia as pressões fiscais no pós-reforma tributária, mas também cria um ciclo virtuoso de desenvolvimento equilibrado e resiliente, beneficiando toda a sociedade.

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Cidadão Repórter

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Publicações Relacionadas

A tarde play
Play

Saiba detalhes do complexo eólico de R$3 bilhões inaugurado na Bahia

Play

Chefe Dani Façanha mostra como fazer siri de forma sofisticada

Play

Shopping abre às 6h e recebe grande movimento em Salvador; veja

Play

Feira Baiana de Agricultura Familiar terá produtos de diversas regiões

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA