adblock ativo

Plano prevê investimentos de R$ 125 bi

Publicado quarta-feira, 15 de março de 2006 às 00:00 h | Atualizado em 15/03/2006, 00:00 | Autor: JORNAL A TARDE
adblock ativo

LEONARDO GOY

AGÊNCIA ESTADO



Brasília -
O governo prevê que, até 2015, deverão ser investidos aproximadamente R$ 125 bilhões na expansão da geração e da transmissão de energia no País. Segundo o Plano Decenal de Expansão de Energia Elétrica, divulgado ontem pelo Ministério de Minas e Energia, cerca de R$ 40,7 bilhões deverão ser aplicados, nesse período, no sistema de transmissão de energia no País. Já para aumentar em 40 mil megawatts (MW) a capacidade de geração do País, conforme prevê o plano, o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, estimou que serão necessários mais US$ 40 bilhões (o equivalente a cerca de R$ 85 bilhões).



Com esse aumento na capacidade de geração – que viria de usinas hidrelétricas, termelétricas e até da construção de Angra 3 –, a capacidade total de energia disponível no mercado brasileiro deverá chegar a 140 mil MW em 2015. O plano leva em consideração tanto investimentos públicos quanto privados. O governo não divulgou, no entanto, as fontes de financiamento.



Mesmo assim, o ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau, destacou a importância do plano. ‘‘Estamos retomando uma das atividades que melhor caracterizam o setor elétrico, que é a capacidade de planejamento do sistema’’, disse.



Segundo o governo, com essa programação, o fornecimento de energia será garantido. O crescimento de geração deverá ser suficiente para atender a um aumento estimado na carga exigida pelo sistema, de 47.583 MW médios, em 2005, para 76.224 MW médios, em 2015, no cenário de referência usado pelo ministério. A carga é o nome que se dá a toda energia que circula no sistema elétrico, incluindo o que é necessário para o consumo e as previsões de perdas.

adblock ativo

Publicações relacionadas