Saiba como usar o FGTS Futuro na compra da casa própria | A TARDE
Atarde > Economia

Saiba como usar o FGTS Futuro na compra da casa própria

Programa promete ajudar o trabalhador na aquisição de imóvel do Minha Casa, Minha Vida

Publicado quarta-feira, 27 de março de 2024 às 07:57 h | Atualizado em 27/03/2024, 20:13 | Autor: Da Redação
A previsão é que o FGTS Futuro comece a funcionar em até 90 dias
A previsão é que o FGTS Futuro comece a funcionar em até 90 dias -

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço aprovou a regulamentação do FGTS Futuro para compra de casa própria nesta terça-feira, 26. Com a medida, trabalhadores de baixa renda poderão utilizar depósitos futuros do benefício para a compra de imóvel.

O FGTS Futuro permite a liberação do saldo que ainda não foi depositado para abater ou amortizar prestações de imóveis financiados pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

De acordo com o Governo, inicialmente, a proposta será voltada para famílias com renda mensal de até R$ 2.640,00, que são as que compõem a faixa 1 do programa habitacional do governo federal. Será um período de testes para, mais adiante, atender todas as outras faixas, cujo limite é de R$ 8 mil.

Vale ressaltar que as novas regras de utilização do FGTS só serão aplicadas para a aquisição de imóveis do Minha Casa, Minha Vida.

Como funciona o FGTS Futuro:

Se você possui carteira assinada já deve ter visto no seu contracheque que o empregador deposita 8% do seu salário no FGTS.

Por meio do FGTS Futuro, você pode usar esse dinheiro como um adicional da sua renda, ou seja, a Caixa Econômica Federal repassará automaticamente os depósitos futuros do empregador para o banco que concedeu o financiamento imobiliário, e você continuará arcando com o valor restante da prestação do imóvel.

Por exemplo: O trabalhador que tem renda familiar mensal de R$ 2 mil, e que assume uma prestação de R$ 500,00, poderá utilizar os R$ 160,00 depositados pela empresa no FGTS (8% do salário) e assumir a prestação de um imóvel de valor maior, pagando uma prestação de R$ 660,00.

Também é possível abater no valor da parcela. Se o valor mensal é R$ 500,00, o trabalhador poderá abater os R$ 160,00 paga pelo FGTS Futuro e ao final pagar a parcela de R$ 340,00.

Esse valor depositado todo mês pelo empregador será usado exclusivamente para pagar o imóvel, indo direto para o banco responsável pelo financiamento imobiliário. Lembrando que cabe ao trabalhador ou trabalhadora decidir se deseja ou não utilizar o FGTS Futuro para pagar as prestações do imóvel.

Para que a modalidade entre em vigor, a Caixa Econômica Federal precisa definir as regras de funcionamento por meio de normas operacionais. A previsão é que o FGTS Futuro comece a funcionar em até 90 dias.

Publicações relacionadas