adblock ativo

Vendas de carros sobem 30% com queda de IPI

Publicado terça-feira, 16 de dezembro de 2008 às 22:35 h | Atualizado em 17/12/2008, 01:28 | Autor: Maurício Sotto Maior, do A TARDE
adblock ativo

A reação do mercado de automóveis à redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) não poderia ter sido melhor e, de acordo com os cálculos da administração regional da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) na Bahia, pelo menos 600 veículos foram vendidos no final de semana, somente em Salvador.

Na média geral, segundo Raimundo Valeriano, diretor regional da entidade, as vendas cresceram 30%. “A expectativa para o próximo final de semana é melhor ainda, mesmo porque além da redução, continuam as promoções e as facilidades para o financiamento”.

Para Frutos Gonzales Dias, da Frutos Dias, o fluxo de clientes nas lojas aumentou 30% e de vendas chegou a 38%, se comparado ao final de semana anterior ao pacote do governo federal, que reduziu o imposto.“Esses são números genéricos da Chevrolet para todo o Estado.  Os modelos mais procurados foram o 1.0”, acrescentou Frutos Dias.

Na concessionária Fiat Marvell, o surpreendente foi a procura do modelo Pálio Adventure Locker, que custa R$ 53 mil. “Nosso público é diferenciado, mas esperávamos vender mais os modelos populares e no final de semana vendemos cinco Palios Adventure”, comentou a gerente de vendas Sandra Azevedo.

Para o gerente-geral da Sanave, Rubens Darvé, o final de semana começou muito bem, com 60 veículos vendidos nas três concessionárias Wolkswagen. “No início foi meio confuso. O pacote foi claro, mas não sabíamos direito como recalcular o nosso estoque já tributado pelo modelo antigo. Alguns não sabiam como faturar e os próprios clientes estavam muito mais curiosos que compradores”, explica Darvé, que não duvida de uma reação mais forte.

A supervisora de vendas da Morena Veículos, concessionária Ford, Círia Gomes, concorda com a concorrência. “No sábado nós fechamos às 18h30 com cliente dentro da loja. O atendimento foi até as 20h30. E a segunda-feira nos surpreendeu”.

A administração regional da Fenabrave pretende conseguir audiência com o governador do Estado, Jaques Wagner, para que também promova uma redução de taxas e impostos. “Seria muito bom se o Estado se unisse ao governo federal e fizesse  uma redução de impostos não somente para os novos, mas especialmente para venda dos seminovos”, disse Valeriano.

adblock ativo

Publicações relacionadas