Inep abre inscrições para trabalhar como fiscal do Enem 2022

Vagas são destinadas a servidores federais e docentes dos estados ou municípios

Publicado quinta-feira, 07 de julho de 2022 às 15:42 h | Atualizado em 07/07/2022, 15:42 | Autor: Educa Mais Brasil
Inscrições vão até o dia 22 de julho
Inscrições vão até o dia 22 de julho -

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) iniciou o processo de seleção dos profissionais que integrarão a Rede Nacional de Certificadores (RNC) do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022. Os certificadores ficarão responsáveis por fiscalizar, in loco, a aplicação das provas do Enem que este ano será nos dias 13 e 20 de novembro. As inscrições vão até o dia 22 de julho.

Podem concorrer a uma das vagas de certificadores os servidores públicos do Poder Executivo Federal ou docente das redes públicas de ensino estaduais e municipais em exercício da docência em 2022. É preciso ainda não possuir cônjuge, companheiro ou parentes de até terceiro grau inscritos no exame. No ato de inscrição o candidato poderá escolher até três cidades ou sub-regiões de atuação.

Os docentes devem preencher a declaração de docência disponível no Sistema RNC, informando nome, CPF, matrícula, cargo que ocupa, secretaria de Educação a que está vinculado, nome da escola em que atua, turnos, número de turmas e carga horária total.

Resultados e capacitação

Segundo o Inep, os profissionais selecionados serão divulgados em setembro no Sistema RNC. Quem tiver o nome na lista deverá participar do curso a distância promovido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), por meio do qual serão instruídos a respeito dos procedimentos, normas e critérios técnicos da RNC.

Os colaboradores serão considerados aptos a atuar como certificadores somente após serem aprovados no curso com, no mínimo, 70% de aproveitamento. Entre outras funções, os convocados pelo Inep serão responsáveis por registrar as informações da aplicação do Enem 2022 em sistema eletrônico e comunicar ao Inep possíveis ocorrências identificadas.

Publicações relacionadas